Rejeitados Pelo Diabo (2005)

2005 / EUA, Alemanha / 107 min / Direção: Rob Zombie / Roteiro: Rob Zombie / Produção: Mike Elliott, Andy Gould, Marco Mehlitz, Michael Ohoven, Rob Zombie; Brent Morris (Coprodutor); Ali Forman (Produtor Associado); Peter Block, Michael Burns, Guy Oseary, Michael Paseornek, Julie Yorn / Elenco: Sid Haig, Bill Moseley, Sheri Moon Zombie, William Forsythe, Ken Foree, Matthew McGregoy, Leslie Easterbrook

 Tem certos diretores que nem vejo nada para não passar raiva, como o Tim Burton por exemplo e outro que é o Rob Zombie. Só tem um filme dele que eu gosto e bem mais ou menos que é “A Senhoras de Salém“, mas revendo outra obra da sua filmografia, me surpreendo com “Rejeitados Pelo Diabo“. Eu lembro que a primeira vez que assisti eu não gostei e revendo vi alguns pontos que gratificam a obra, mas claro não é nada que diga que é uma obra de arte. Na verdade tem cenas que só vemos repetir em vários de seus filmes como uma família “redneck“, sua esposa Sheri Moon semi nua e um gore que ele tenta se levar a sério mas não consegue.

Continuar lendo

Anúncios

Sede de Sangue (2009)

 

2009 / Coreia do Sul / 133 min / Direção: Park Chan-wook / Roteiro: Park Chan-wook, Jeong Seo-Gyeong (baseado no livro de Émile Zola) / Produção: Ahn Soo-hyun e Park Chan-wook, Kim Hak-beom, Seh Bob, Nam Ki-moon (Co-produtores associados), Choi Joon H. (Produtor Associado), Katharine Kim (Co-produtora executiva), Miky Lee (Produtor executivo) / Elenco: Song Kang-ho, Kim Ok-bin, Kim Hae-suk, Shin Há-kyun

Faz bastante tempo que não escrevo sobre um filme sul-coreano aqui no Terror Mania. Não é de hoje que os filmes da Coréia do Sul são as melhores produções que temos hoje em dia. Além do alto-grau de empenho com seus roteiros, direções, atores e efeitos. Os filmes de lá não economizam em contar uma boa história e a deixar a mais verossímil possível. É um exemplo com os filmes de terror ou suspense de lá. Como “Eu Vi o Diabo“, “A Trilogia da Vingança” ou um dos melhores filmes que saiu em 2016 que é “Train to Busan“, onde vemos um puta de um drama com elementos de horror.

Continuar lendo

Deixa Ela Entrar (2008)

2008 / Suécia / 115 min / Direção: Tomas Alfredson / Roteiro: John Ajvide Lindqvist / Produção: Carl Molinder, John Nording, Gunnar Carlson, Ricard Constantinou, Lena Rehnberg, Per-Erik Svensson (Co-Produtores) / Elenco: Kåre Hedebrant, Lina Leandersson, Per Ragnar, Henrik Dahl

Eu lembro que na época quando o “torrent” começou a ficar famoso e aqueles fóruns do Orkut estava com tudo. Porque o queríamos encontrar de novidades ou descobrir coisas novas, esses fóruns é o que mandava nessa cena cultural das redes sociais. Foi nisso que descobri outros filmes de terror, músicas e pessoas com o mesmo gosto.

Continuar lendo

Garota Infernal (2009)

2009 / EUA / 107 min / Direção: Karyn Kusama / Roteiro: Diablo Cody / Produção: Daniel Dubieck, Mason Novick, Jason Reitman; Brad Van Arragon (Coprodutor); Diablo Cody (Produtora Executiva) / Elenco: Megan Fox, Amanda Seyfried, Johnny Simmons, Adam Brody, Chris Pratt, J. K. Simmons

Acho que uma das coisas que mais atraiu a maioria dos homens a assistir “Garota Infernal” foi com certeza a Megan Fox e também a Megan Fox beijando a Amanda Seyfried, acho que esses são os principais motivos por assistirem ao filme. Apesar de eu amar filmes “trash“, amar os roteiros da Diablo Cody que foi roteirista de Juno, achei esse filme um verdadeiro “pé no saco“. E olha que tem um elenco que gosto muito.

Continuar lendo

Perfume: A História de um Assassino (2006)

2006 / Alemanha, França, Espanha, EUA / 147 min / Direção: Tom Tykwer / Roteiro: Andrew Birkin, Bernd Eichinger, Tom Tykwer (baseado no livro de Patrick Sünskind) / Produção: Bernd Eichinger; Gigi Oeri (Coprodutora); Julio Fernandez, Andreas Grosch, Samuel Hadida, Manuel Cutomoc Malle, Martin Moszkowicz, Andreas Schmid (Produtores Executivos) / Elenco: Ben Whishaw, Alan Rickman, Dustin Hoffman, Rachel Hurd-Wood, Karoline Hefurth

 Acho que um dos melhores filmes que assisti quando era adolescente e me deixou “boque aberto” é “Perfume“.  Digo isso não só por conta do ótimo roteiro, direção, elenco e etc. Mas todo o quesito técnico que é simplesmente uma obra-prima. Se você não assistiu ao filme mas procurou algumas fotos no google, vai perceber como a reconstrução de época é primorosa, desde as roupas, prédios, a fala das pessoas é muito bom tudo.

Continuar lendo

Pânico 3 (2000)

2000 / EUA / 116 min / Direção: Wes Craven / Roteiro: Ehren Kruger / Produção: Cathy Konrad, Marianne Maddalena, Kevin Williamson; Dan Arredondo, Dixie J. Capp, Julie Plec (Coprodutores); Nicholas C. Mastandrea (Produtor Associado); Stuart M. Besser (Coprodutor Executivos); Cary Granat, Andew Roma, Bob Weinstein, Harvey Weinstein / Elenco: Neve Campbell, David Arquette, Courtney Cox, Liev Schreiber, Patrick Dempsey, Lance Henrikssen

 Quem se lembra de assistir “Pânico 3” no cinema, ou melhor, quem se lembra do começo dos anos 2000 onde nada era levado a sério e principalmente o cinema embarcou nessa onda? Temos vários filmes que entraram nessa roda como  “Todo Mundo em Pânico“, “Premonição“, “Lenda Urbana 2” e o clássico “trash” ,”Histeria“. Enfim era um mar de maluquice que vivíamos com a ressaca dos anos 90  e ia embarcar na maluquice da década de 2000.

Continuar lendo

Horror em Amityville (2005)

2005 / EUA / 90 min / Direção: Andrew Douglas / Roteiro: Scott Kosar (baseado no roteiro de Sandor Stern e no livro de Jay Anson) / Produção: Michael Bay, Andrew Form, Brad Fuller; Matthew Cohan, Stefan Sonnenfeld (Produtores Associados); Randall Emmett, George Furia, Paul Mason, Steve Whitney (Coprodutores Executivos); Ted Field (Produtor Executivo) / Elenco: Ryan Reynolds, Melissa George, Jesse James, Jimmy Bennet, Chlöe Grace Moretz, Philip Baker Hall

Existem filmes bons de terror depois dos anos 90? Ryan Reynolds tem filme bom? E a resposta é sim e sim. Não quero dizer que esse filme seja uma obra prima porque ele não é, mas também não é um “remake” de se jogar fora. Ele apresenta coisas legais do primeiro filme e também coisa que só o livro tem como o famoso porco gigante que rondava a casa (Coisas do livro).

Continuar lendo