A Bolha Assassina (1988)

1988 / EUA / 95 min / Direção: Chuck Russell / Roteiro: Chuck Russell, Frank Darabont / Produção: Jack H. Harris, Elliott Kastner; Andre Blay (Produtor Executivo) / Elenco: Kevin Dillon, Shawnee Smith, Donovan Leitch Jr., Jeffrey DeMunn, Candy Clark, Joe Seneca

Acho que um dos filmes que mais passava no SBT nos anos 90 era “A Bolha Assassina“. Acho que já vi esse filme umas 300 vezes em um quando passava no extinto “Cinema em Casa” que contava com um monte de filmes de terror da hora e comédias muito boas dos anos 80.

Lembro que em 2010, quando minha família colocou televisão a cabo em casa, passava as noites virado assinto a programação toda. Um dos meus canais favoritos até hoje é a “TCM” e vendo a programação, pela minha surpresa eu vi “A Bolha Assassina – 1988” e “A Bolha Assassina – 1958“. A minha surpresa quando vi o original é que filme foda! Mas ainda bem que temos Frank Darabont.

Darabont fez  e produziu um monte de filme fodas e da sua maioria do Stephen King, acho que ele é um dos diretores que mais soube adaptar as obras do “rei do Maine“. Acho que um dos filmes que mais adoro dele é “Um Sonho de Liberdade“, “A Espera de um Milagre” e “O Nevoeiro“. Mas a minha outra surpresa agora quando fui reassistir o filme para escrever essa resenha é que ele não foi dirigido por Darabont e sim por Chuck Russell que já estreou nos cinema fazendo “A Hora do Pesadelo 3”  e outros filmes dos anos 2000 e claro “O Máscara“.

O filme foi muito bem nas bilheterias e gastou pouco para um filme que apesar de ter uma pegada bem de filmes “B”, conseguiu arrecadar por volta de 19 milhões. Gosto muito da produção também por que ele flutua dentro daquelas teorias da conspiração. Isso faz um certo sentido dentro do que a obra propõe fazer, como em 1958 a teoria da conspiração girava em torno dos comunistas, aqui a teoria é sobre a AIDS. Muita coisa tem em comum com outro filme que também foi um “remake” que é “Os Invasores de Corpos” de 1978.

A história começa quando um meteorito rompe os céus e ao mesmo tempo um  velho encontra uma bolha gelatinosa que veio do espaço. Logo a bolha gruda em seu corpo, devorando-o em seguida. Uma amostra dela é levada a um médico, que não consegue identificar sua formação. A bolha cada vez necessita mais de nutrientes, o que faz com que ataque um teatro, um depósito de carnes e enfrente a população da cidade em campo aberto, devorando centenas de pessoas.

Acho que ” A Bolha Assassina” entra naquele hall de melhores “remakes” de todos os tempos como “O Enigma de Outro Mundo“, “A Mosca” ou o próprio “Invasores de Corpos“. Sinto muita falta daquela época onde assistir um filme na televisão era um espetáculo e não uma coisa chata e monótona. Tenho que agradecer e muito esse tempo onde formou meu gosto por filmes de terror como do cinema em geral.

Nota: 

Baixe o filme com  legenda aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s