Quadrilha de Sádicos (1977)

1977 / EUA / 89 min / Direção: Wes Craven / Roteiro: Wes Craven / Produção: Peter Locke / Elenco: Russ Grieve, Virgina Vincent, Dee Wallace, Robert Houston, Michael Berryman

Wes Craven é uma das pessoas mais geniais e talentosas que tivemos a chance de ter nesse mundo, seja pela sua mente criativa em criar “monstros” ou situações como também de escrever e dirigir seus filmes. “Quadrilha de Sádicos” é o seu segundo filme depois do sucesso de “Aniversário Macabro” que é um puta de um filme tenso e muito perturbador, não é atoa que até hoje fica na lista dos filmes mais polêmicos de todos os tempos.

A ideia de Craven para criar essa obra vem Sawney Bean que era um chefe de um clã na Escócia que ele comandava 48 pessoas e estimula que ele tinha matado e comido mais de 1.000 pessoas. Assim o argumento para Wes criar a família de canibais que vive no deserto da Califórnia estava quase pronto. mas ele adicionou mais algumas bizarrices, como ser uma família de incestuosos e também como ele tem umas deformidades.

Quem assisti “Aniversário Macabro” e depois vê “Quadrilha de Sádicos” não acha que é o mesmo diretor, podemos ver essa semelhança com Tobe Hopper em “O Massacre da Serra Elétrica” parte dois. Mas no caso Wes Craven sofreu muita censura ao tentar distribuir seu filme, então os estúdios responsáveis pela distribuição, cortaram várias cenas que apresentam canibalismoexplicito“, “gore” e “spllater” bem real.

A produção desse filme foi quase independente, Craven chegou a pegar emprestado câmeras de estúdios pornôs da Califórnia para rodar seu filme. E audição foi apenas um requisito, se os atores sabiam chorar com facilidade. Poderia ser um filme digno de Ed Wood, mas no caso Craven como eu tinha dito tem talento.

A história de “Quadrilha de Sádicos” pode ser comparado um “western” moderno, principalmente pelo cenário. Aquele filme que saiu em 2015 com Kurt Russel “Rastros de Maldade“, bebe muito desse filme de Wes Craven. Mas a tudo começa durante uma viagem de carro onde a família Carter, liderada por Big Bob (Russ Grieve), resolve fazer um breve desvio. E assim acabam numa área de testes da Força Aérea onde na verdade o lugar é habitado por um grupo de canibais que é liderado pelo mutante Júpiter (James Whitworth). Assim a família Carter tem que fazer o impossível para escapar dos canibais.

Vemos muita influencia de filmes da época do “Atomic Horror” dos anos 50 pelo aspecto do deserto e claro testes nucleares. O filme custou apenas 230 mil dólares e faturou 25 milhões em 1985 foi rodada uma sequencia mas não teve tanto sucesso com o primeiro. Mas em 2006 Alejandro Aja fez o “remake” que ficou foda demais e assim esse filme também entra na minha lista onde o “remake” é melhor que o original na minha opinião. Mas claro que nada se compara a grande carreira de Wes Craven que é um cara que merece e muito ter todos seus filmes revistos.

Nota: 

Baixe o filme com legenda Aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s