A Maldição do Demônio (1960)

black_sunday_poster_01

1960 / Itália / P&B / 87 min / Direção: Mario Bava / Roteiro: Ennio De Concini, Mario Serandrei (baseado na obra de Nikolai Gogol) / Produção: Massimo De Rita /Elenco: Barbara Steele, John Richardson, Andrea Checchi, Ivo Garrani, Arturo Dominici

Podemos facilmente relacionar a palavra gênio a Mario Bava, um dos melhores diretores do cinema gênero, nascido na Itália, ele começou sua carreira bem cedo. E logo seu primeiro filme foi ” A Maldição do Demônio” de 1960, que simplesmente é um dos melhores filmes de terror já feito. Ele usou uma base gótica para contar o filme e por várias vezes lembrou o expressionismo alemão, que é clara uma referencia a seu trabalho.

Bava pegou muito a influencia dos contos russos como a história de “Viy” de Nikolai Gogol, em 1967 a união soviética iria fazer sua própria versão que também virou uma obra bastante cultuada.  Quando foi lançado o filme, logo ele foi censurado na Inglaterra e o filme ficou na gaveta até 1968, tudo isso por ter cenas de violência, nos E.U.A o filme foi cortado e algumas partes foram censuradas, uma curiosidade é que a produção saiu junto com a primeira versão de “A Pequena Loja de Horrores” do Roger Corman.

la-maschera-del-demonio-mario-bava-1960-03

Um dos méritos de Mario Bava é você ver logo nos primeiros minutos de filme como ele é uma pessoa muito talentosa e também sabe trabalhar com atores e o resto do elenco. O legal é que o filme foi tão conceituado que ele arrancou aplausos de vários fãs e críticos e também lançou de vez a carreira de Mario Bava para o cinema internacional.

Como eu já tinha dito Bava era muito fã de Nikolai Gogol e assim resolveu fazer um filme com essa mesma temática relacionado a bruxaria e etc. O charme do filme fica por conta da Barbara Steele que boatos dizem que os dois se bicavam feios ao ponto de ela não ir ao set por conta que ela tinha medo que Bava a fizesse ficar expostas demais. Enfim lendas de produção! O resultado é o que interessa e ficou ótimo. Steele é uma baita de uma atriz, sabe muito bem conduzir seu papel e ainda é uma beleza só, uma verdadeira atriz, foi muita sorte de Mario Bava tela em seu primeiro filme.

Asa (Steele), uma bruxa vingativa e seu servo Igor Javutich (Arturo Dominici), são queimados na fogueira após serem amaldiçoadas por toda a eternidade. Duzentos anos depois, retornam de suas tumbas, após os dois médicos interromperem seu sono eterno, espalhando terror e sangue, começando uma perseguição à sua descendente, com o objetivo de possuí-la e renascer Asa com todo seu poder.

Graças a Versátil que lançou “A Arte de Mario Bava“, podemos conferir essa incrível obra remasterizada e coberta de extras, uma verdadeira obra-prima para os fãs de terror e também para os fãs do cinema em geral. É incrível usa a câmera com maestria e conserva o horror macabro com enquadramentos talentosíssimos. Um filme essencial que merece ser visto várias vezes como toda a sua filmografia! Essencial.

steele

Nota: 5 Caveiras

Compre aqui  A Arte de Mario Bava

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s