O Caçador de Bruxas (1968)

conqueror_worm_poster_01

1967 / Reino Unido / 86 min / Direção: Michael Reeves / Roteiro: Tom Baker, Michael Reeves (baseado na obra de Ronald Bassett e no poema de Edgar Allan Poe – não creditado) / Produção: Louis M. Heyward, Arnold Miller, Philip Waddilove, Tony Tense (Produtor Executivo), Samuel Z. Arkoff (Produtor Executivo – não creditado) / Elenco: Vincent Price, Ian Ogilvy, Rupert Davies, Patrick Wymark, Wilfred Brambell

A primeira vez que eu assisti “O Caçador de Bruxas” foi na Netflix e nossa levei um susto por se tratar de um filme bem pesado com uma temática legal mas tem um pouco suave. Na verdade me assustei por conta dos atores no caso o Vincent Price que faz o caçador, quem está acostumado em velo nos filmes do Roger Corman vai se assustar com esse filme.

Mas como o próprio titulo diz, se trata de um história do período das caça as bruxas, não o que ocorreu nos E.U.A por exemplo na cidade de Salém que é até hoje esse caso é muito famoso, estamos falando da inquisição do século XIV na Europa, onde o bicho pegava mesmo. O filme na verdade não traz algo fantasioso dizendo que as bruxas existem e tal. A produção fala das perversidades que ocorreram nessa época, a culpa católica também e mais do que nunca o abuso do poder.

witchfinder-general-1968-01-09-41

Historicamente o filme se passa durante a guerra civil inglesa, que foi travada entre a corte do Rei Carlos I e do parlamento que tinha a liderança de Oliver Cromwell, que por fim levou a morte do monarca. Mas nesse período a Inglaterra estava dividida, gosto muito como o filme coloca isso em cheque e também mostra as consequências de uma guerra civil, que é claro a morte de inocentes e a divisão de uma país. O filme foi baseado na obra do escritor Ronald Bassett, a produção foi bem modesta custando só 100 mil dólares, ele estourou nos E.U.A, onde ele o filme ganhou o nome de “The Conqueror Worm“.

Eu acredito que um dos motivos do filme ter sido um sucesso e hoje ter essa aura de “cult” é que ele estourou na America e também foi produzido na Inglaterra, porque o filme apresenta um alto grau de tortura física e psicológica e também mostra outros crimes hediondos que um maníaco cometeu em nome de Deus.

a786836489dab4f04d53706ec376ba50_xl

A história se passa no ano de  1645 quando  Matthew Hopkins (Vincent Price) é um oportunista caçador de bruxas, que toma vantagem da desordem social para impor um reinado particular de terror em East Anglia. Ele e o ajudante John Stearne (Robert Russell) vão de vilarejo em vilarejo conseguindo “confissões” forçadas ou forjadas de suspeitos de bruxaria, através de torturas e maus tratos diversos, e com isso reivindicando pagamentos dos magistrados locais. Chegando em Brandeston, Hopkins e Stearne imediatamente são levados por alguns moradores à igreja local, sendo o padre dali, John Lowes (Rupert Davies), acusado de praticar rituais satânicos. O sacerdote é barbaramente torturado até que a sobrinha dele, Sara (Hilary Dwyer), ao oferecer favores sexuais a Hopkins, consiga que seja enviado temporariamente ao presídio local, antes de ser executado. Sara estava noiva do capitão Richard Marshall (Ian Ogilvy) e quando ele sabe dos crimes de Hopkins e Stearne contra ela e o tio, jura persegui-los incansavelmente e matá-los assim que os encontrasse.

Vincent Price está sensacional no papel do caçador de bruxas, de longe um dos melhores filmes dele. E também um filme mais sério e tenso de toda sua carreira. Gosto muito desse filme apesar de ter levado um susto com todo seu grau de violência e abuso que o diretor denuncia numa época que manchou de vez a história da humanidade e também da igreja.  Um excelente filme que vale a pena ser conferido.

witchfinder-general-1968-00-39-09

Nota: 

Baixe o filme com legenda aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s