Vampiros de John Carpenter (1998)

vampires_1998_poster_03

1998 / EUA, Japão / 108 min / Direção: John Carpenter / Roteiro: Don Jakoby (baseado no livro de John Steakley) / Produção: Sandy King; Don Jakoby (Coprodutor); Barr B. Potter (Produtor Executivo) / Elenco: James Woods, Daniel Baldwin, Sheryl Lee, Thomas Ian Griffith, Maximilian Schell, Tim Guinee

John Carpenter é um dos diretores mais versáteis que já vi, primeiro pela vasta filmografia que ele tem e também porque ele consegue trabalhar com qualquer tema e também se sobressaindo com  suas obras. Eu lembro quando era um garoto de 13 anos vi na locadora perto de casa e aluguei sem saber que iria assistir um dos melhores filmes de vampiros feitos nos últimos tempos. Lembrando que em 1998, saiu outro filme de vampiro que também é crítica no Terror Mania, que é “Blade“, outro excelente produção com essa temática.

Acho que em toda sua filmografia, essa é a primeira e ultima vez que Carpenter trabalha com esses seres das trevas, porque ele gosta de trabalhar com várias temáticas do sobrenatural, seja com aliens em “O Enigma do Outro Mundo“, psicopatas em “Halloween” ou até bruxos como “Os Aventureiros do Bairro Proibido“. Mas gostei como ele aborda os vampiros aqui e também a dinâmica que Carpenter usa para ter seu resultado, lembrando bastante jogos de RPG como “Vampiros – A Mascara“.

katrina-john-carpenters-vampires-30435769-1024-655

Como sempre Carpenter sofre bastante por conta da produção de seus filmes, primeiro porque aqui ele não está trabalhando com a sua parceira de longa data a Debra Hill e também  por conta que orçamento foi diminuindo e muito ao longo do filme, apesar de ser bem construído, você percebe que quando já aproxima do seu final, o filme sofre por seu final acelerado e também por conta dos efeitos que ficam um pouco duvidoso. Mas claro que ai entra a genialidade do diretor, principalmente com o roteiro e a direção. Nesse filme o mito da criação do vampiro, fica por conta da igreja católica assim ele culpa os antigos rituais de exorcismo para dizer como eles foram criados.

Outra coisa interessante que vale muito destaque é a sua temática estilo “velho oeste” que mostra aquela velha história do caubói calado e também sua vingança pela morte da sua família, no melhor estilo “western spaghetti” como no filme ” A Morte Anda a Cavalo“. Então é legal ver como tudo isso funciona de um jeito bem irreverente e também como a organização serve dentro do grupo de caça vampiros, é como se fosse um bando de fora-da-lei mesmo. Acho legal como o diretor trabalha com essa abordagem, como ele também faz com seu outro filme “Vampiros de Marte” (que não tem vampiros no filme), mas aqui ele usa a colonização de marte para abordar a “conquista do oeste”, massacre de índios e também o destino manifesto.

valek-s-vampire-army-john-carpenters-vampires-30435626-1024-675

O filme começa abordando o grupo de caça vampiros de Jack Crow, que é interpretado por James Woods e também é o líder do grupo de caçadores, eles são contratados pelo Vaticano para realizar esses trabalhos. Mas quando eles chegam ao Novo México para buscar o vampiro Valek (Thomas Ian Griffith), que é o vampiro principal e também o mais antigo, já que ele está vivo desde o século XIV. Assim Crow tem a ajuda para essa missão de Montoya (Daniel Baldwin), e de uma prostituta chamada Katrina (Sheryl Lee, a para sempre Laura Palmer), que já foi mordida por Valek, além do padre Guiteau (Tim Guinee), que foi enviado pelo Vaticano para ajudar na caçada. Crow consegue matar a maioria do grupo de Valek e ele se vinga matando quase toda a equipe de Crow, que sobrevive, junto com Montoya e Katrina. Agora resta a Crow utilizar Katrina, que está conectada psiquicamente com Valek, para tentar matá-lo.

Uma curiosidade é que na Alemanha quem diria o filme é cortado, por conta das cenas de violência. Mas o filme tem duas sequencias no qual a segunda é interpretada por Jon Bon Jovi e tem a direção de Tommy Lee Wallace que é o mesmo diretor de “It – A Obra Prima do Terror“, “A Hora do Espanto 2” e aquela bomba que é “Halloween 3“. Nunca assisti essa segunda parte do filme, mas por quem fez e tal, fiquei curioso. Mas acredito que nem se compare ao primeiro filme mesmo, principalmente por causa de John Carpenter que é um puta de um diretor e também merece todos os louros por sua façanhas atrás da câmera. Um excelente filme mesmo!

team-crow-john-carpenters-vampires-30436465-1024-685

Nota: 

Baixe o filme com legenda aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s