Temos Vagas (2007)

16861510_1300x1733

2007 / EUA / 85 min / Direção: Nimród Antal / Roteiro: Mark L. Smith / Produção: Hal Lieberman; Stacy Cramer, Glenn S. Gainor, Brian Paschal (Produtores Executivos) / Elenco: Kate Becksinsale, Luke Wilson, Frank Whaley, Ethan Embry, Scott Anderson, Mark Casella, David Doty

Eu particularmente adoro quando tem uma mistura de “thriller” com terror e suspense. E Alfred Hitchcock é um senhor nesse gênero, tendo vários filmes com essa temática, mas o que mais consolidou a carreira do mestre do suspense foi o filme “Psicose” que mostra o terror comum, antes o cinema de horror tinha seus monstros e Hitchcock introduz aquele terror que pode acontecer, sendo que seu vizinho pode ser um assassino, sua mãe um “serial-killer” que é o caso do filme “Mamãe é de Morte” do diretor John Waters e por ai vai.

Vários filmes surfaram nessa onda, o próprio “O Massacre da Serra Elétrica” introduz um assassino serial que simplesmente mora numa fazenda e faz suas vitimas ali mesmo. Um dos meus filmes favoritos que também já foi resenha aqui no Terror Mania, foi o filme espanhol “Tesis – Morte ao Vivo” do diretor Alejandro Amenábar.  Esse filme tem uma temática interessante que fala de uma estudante que encontra um mercado paralelo de filmes de “snuff” dentro da sua faculdade e investigando isso ela descobre que muitas pessoas são viciadas em ver outras pessoas morrendo de formas brutais. Aqui no Brasil também não é diferente, é só assistir aqueles programas de tarde da tv aberta que vai ter o mesmo impacto. E lembrando também o sucesso do VHS de “Faces da Morte” que era uma coletânea de filmes de pessoas morrendo dos piores jeitos.

kate-beckinsale-and-david-luke-in-vacancy-2007

Mas em 2007 o filme “Temos Vagas” junta tudo isso, a influencia de Hitchcock do assassino comum ou das situações rotineiras que não percebemos e juntando com os “snuff”. E assim temos uma história interessante pronta, já digo que o filme não é a melhor coisa do mundo dentro desse gênero.  Temos o próprio “Tesis” que é bem mais interessante. Mas “Temos Vagas” também não é de se jogar fora. Com uma temática interessante,  mas claro tirando seus clichês óbvios e seu final previsível, o filme aposta num clima de suspense e “survival“. A direção de Nimród Antal é precisa sem e frenética, não temos um momento de segurança onde os personagens param um pouco para respirar ou refletir na vida. Simplesmente vai mostrando pancadaria e correria atrás de cada cena.

O roteiro é bem legal e já começa na estrada, contando sobre um casal David (Luke Wilson) e Amy (Kate Beckinsale), eles estão prestes a se separar e vivem brigando o começo do filme todo, isso é bem explorado porque você já sente a “vibe” do casal ali mesmo, sem ter que voltar para explicações comuns. Eles estão em meio a uma viagem, numa estrada deserta, até que são obrigados a passar a noite num motel de beira de estrada.  O gerente do local é Mason (Frank Whaley), um homem  que quando você bate o olho já fala “ele é o vilão“, e lembrando dos clichês óbvios, você acerta de primeira. Após se alojarem no quarto, David e Amy encontram em um esconderijo uma coleção de filmes caseiros, que mostram assassinato de pessoas ocorrendo ali mesmo no quarto onde estão. Então eles tem que correr contra o tempo para poder sobreviver ao assassino e também não ser mais uma pessoa a ser filmada.

vacancy05

Como eu disse tudo que você pensa que pode acontecer no filme, acontece. Ele é bem previsível e também  pouco inovador. O diretor tinha uma ótima oportunidade de mostrar algo novo depois de “Psicose” onde o cenário é um motel de beira de estrada, o diretor poderia pensar em algo novo e também fora do clichê habitual. Mas sendo repetitivo novamente, o filme consegue ser envolvente, primeiro pela dupla Luke Wilson e Kate Beckinsale que consegue ser bem carismático e você torce para que eles saiam dali bem e como eu disse a direção que é bem frenética, então o  tempo todo você fica numa situação tensa junto com os personagens.

“Temos Vagas” foi teve uma recepção mista, sendo odiada e amada pela crítica. Mas o importante para os estúdios  foi seu lucro no qual ele gastou  19 milhões e arrecadou mais de 35 milhões de dólares, fazendo com que ele gerasse uma espécie de “prequel ” chamado “Temos Vagas 2: A Primeira Diária“, para você ver o tamanho dessa bomba, nem o elenco original voltou para esse filme e também ele foi lançado direto para “home-video“, apenas o roteirista Mark L. Smith voltou, e assim você vê a importância do diretor em certos filmes.  O primeiros filme vale a pena assistir e sabendo que você não vai encontrar grandes coisas, mas mesmo assim é divertido e bem construído apesar de ser mais raso do que colher de chá.

vacancy09

Nota: 

Baixe o filme com legenda Aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s