A Profecia (1976)

poster-omen1976

1976 / EUA , Reino Unido / 111 min / Direção: Richard Donner / Roteiro: David Seltzer / Produção: Harvey Bernhard, Mace Neufeld (Produtor Executivo), Charles Orme (Produtor Associado) / Elenco: Gregory Peck, Lee Remick, Harvey Stephens, David Warner

Acho que quem nunca não viu “A Profecia” não sabe o que está perdendo! Um dos filmes mais legais, criativos e  sinistros de todos os tempos. Até meus pais que não são nem de longe amantes do cinema de terror viram essa obra. Está bom que minha mãe conta que saiu no meio do filme. Mas está valendo. Assim como “O Exorcista” suas continuações são contestáveis, mas tem gente que gosta, assim como eu.

O filme foi dirigido por Richard Donner que na verdade foi seu primeiro sucesso que depois iria deslanchar com vários clássicos como “Superman” de 1978, “Os Goonies“, “Maquina Mortífera” e um dos meus filmes favoritos com o Bill Murray que é “Os Fantasmas Contra-Atacam“. O filme não foi um absurdo de caro, visto que ele foi filmado na Inglaterra e nos Estados Unidos, ele custou 6 milhões de dólares e faturou muito bem nas bilheterias, mas não teve o mesmo sucesso do “O Exorcista” se for pensar.

omen1

Uma coisa engraçada, ou melhor, nem tanto e visto pelo conteúdo do filme é que ele teve várias coisas estranhas acontecendo na produção como durante as filmagens, no avião em que se encontra o roteirista do filme David Seltzer e Gregory Peck que vive o pai do Damien, foram atingidos por raios. No hotel onde estava o diretor Richard Donner, sofreu um atentado à bomba pelo IRA. Gregory Peck cancelou uma viagem à Israel, e o avião que tomaria se acidentou, matando todos a bordo. Um funcionário do safári onde realizou-se a famosa cena dos babuínos, foi atacado e morto por um leão no dia seguinte após o set deixar o local. Cães rottweiler escalados para o filme para serem servos de Damien atacaram seus treinadores. O filho do ator principal Gregory Peck cometeu suicídio pouco antes das gravações. O responsável pelos efeitos especiais, Jonh Richardson, sofreu um acidente de carro que acabou cortando seu assistente ao meio pela roda dianteira. Quando ele desceu do carro avistou uma placa que dizia Ommen 66,6. Coincidências bizarras em?

Tirando toda essa nuvem de misticismo que se tem, a história do filme é muito boa. É empolgante, assustadora e também bem realista em alguns pontos. No melhor estilo Dan Brown, você consegue encontrar sinais na bíblia de que o anticristo está vindo. O roteiro foi feito por David Seltzer que também escreveu o livro, a trilha é feita por Jerry Goldsmith que nossa é uma trilha para lá de bizarra, com o nome de “Versus Christus Ave Satani” foi com essa obra que ele ganhou seu primeiro e único Oscar. O diretor Richard Donner também foi certeiro em conduzir a direção do filme, colocando a ameaça onde você menos espera, as cenas de desespero com grande publico é perfeito, as mortes que ele dirige também são incríveis, como a da baba, do padre e do jornalista. Realmente incrível.

image314

Como uma versão de “Boyhood” onde vemos o personagem crescer, o primeiro filme fala da infância de Damien Thorn (Harvey Spencer Stephens), trocado após o seu nascimento pelo filho natimorto de Robert Thorn (Peck), embaixador americano no Reino Unido. Damien agora tem 5 anos de idade. O que o diplomata e sua família não sabem é que ele é na verdade filho de Satã, nascido de um chacal na sexta hora do sexto dia do sexto mês, e destinado a ser o Anticristo. Um padre que sabe da verdade sobre Damien alerta um cético Robert sobre o que seu filho realmente é. Robert só começa a acreditar no aviso do padre após uma série de mortes bizarras de pessoas ligadas de alguma forma à Damien – a começar pela sua primeira babá, o próprio padre em questão e a esposa de Robert.

Auxiliado pelo fotógrafo Keith Jennings (David Warner), que tem motivos para acreditar em ser a provável próxima vítima de Damien, Robert vai à Israel para pegar com um certo Bugenhagen (Patrick Troughton), como havia indicado o padre, a única coisa que pode destruir o Anticristo – sete adagas sagradas. Atordoado pelo dever de matar seu próprio filho, ele só se decide após ver a morte de Jennings se confirmar. De volta à sua casa, Robert confirma suas suspeitas após cortar um pouco do cabelo de Damien, enquanto este dorme, e ver a marca da besta, o número 666, no couro cabeludo. Robert, entretanto, é impedido de matar Damien pela nova babá deste, Mrs. Baylock (Billie Whitelaw)- revelada como uma apóstola de Satã. Após matar Baylock, o embaixador foge com Damien em direção à uma igreja, para matá-lo em um altar, como Bugenhagen havia lhe aconselhado. Entretanto, a alta velocidade de seu carro atrai a polícia. Os policiais chegam à igreja no momento em que Robert vai desferir a adaga contra Damien. Ao verem tal cena, atiram em Robert, matando-o antes que ele pudesse assassinar seu filho, que termina o filme de mãos dadas com o presidente dos Estados Unidos e sorrindo. O segundo filme é o meu favorito, porque como vemos Damien já adolescente ele descobre que é filho de satã e assim ele tentar renegar suas origens e também não aceita aquilo e assim ele tem esse embate dentro dele de aceitar ou não essa verdade. Fizeram um remake bem chumbrega em 2006, para lançar no “marketing” gratuito de 6/6/6 mas o filme é uma tremenda de um bosta. E o pior que fui assistir essa merda no cinema.

omen2childamienonyigaelswall

Mas querendo ou não o filme entrou para a cultura POP, a música “The Number of the Best” do “Iron Maiden” foi criada por causa de “A Profecia” e até em “South Park” tem um episódio que o Damien aparece. Um baita de um filme dos anos 70 e que merece ser visto, entrando também na onde de filme velho que virou série, ele teve uma primeira temporada em 2015, mas já foi cancelada. Vamos ver se “O Exorcista” também não vai por esse caminho. Mas a verdade é que o filme é muito bom, elenco, roteiro, produção e a direção são espetaculares e merece muito ser lembrado como “O Exorcista” um grande filme de terror.

Nota: 5 Caveiras

Baixe o filme com legenda aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s