Tenebre (1982)

17999916659d578cefd9089c037fe8af

Itália / 1982 / 110 min / Direção: Dario Argento / Roteiro: Dario Argento / Produção: Claudio Argento, Salvatore Argento (Produtor Executivo) / Elenco: Anthony Franciosa, Christian Borromeo, Mirella D’Angelo, Veronica Lario, John Saxon, Daria Nicolodi

Tilde: “Tenebre” é uma história sexista. Por que odeia… tanto as mulheres? Peter: Sexista? Não, não creio que seja sexista. Tilde: Mulheres como vítimas, dominadas… Homens heróicos com seus pelos machistas… Como pode dizer que não é? Peter: Tilde, o que acontece com você? Me conhece há 10 anos quando estudava em Nova Iorque. Sabe muito bem que eu… Tilde: Olha, estou aqui para falar da sua obra não de você.

Esse é parte do dialogo que abre o filme “Tenebre” do genial Dario Argento. Um filme que é muito marcado pela excentricidade do roteiro.  Depois de ter feito dois filmes de terror, em 1977 e 1980, “Suspiria” e “Inferno“,” Tenebre” representou um retorno de Argento ao subgênero giallo, que ele ajudou a popularizar na década de 1970. Inspirado em romances policiais, ou melhor, aqueles fenômenos “Pulp” da década de 30, Argento construiu um excelente filme.

large_tenebre_02_blu-ray_

O que mais chama atenção é o mistério que Argento cria sobre sua história. Podemos ver a psicologia entrando em ação, como questões sociais e comportamentais. Como já citei parte dos diálogos de “Tenebre“, vemos que o assassino tem uma questão muito misógina em cheque, ou seja, ele mata só as mulheres, uma coisa clássica em filmes de terror, independente da nacionalidade.  Mas vendo a filmografia de Argento, que já lançou diversas trilogias, como a dos animais ou das mães bruxas ( a minha favorita) é em “Tenebre” seu trabalho mais maduro, não que os outros não sejam, mas a exploração com as mulheres que ele coloca dentro do filme e isso vira uma coisa pecaminosa. No qual vemos as mulheres pelo olhar do assassino, como algo sujo e sem valor. Isso é simplesmente genial.

O filme de Argento foi lançado na Itália em 1982, em quase toda a Europa ele não teve problemas de censura, coisa que as vezes é muito normal lá. Mas depois de um tempo recebeu a  classificado de “video nasty“, ou seja, é aquelas coisas desagradáveis, relacionado a nudez, assassinato e etc. Assim ele foi  banido do Reino Unido. E sua distribuição nos cinemas nos Estados Unidos foi adiada até 1984.

Tenebre” recebeu críticas negativas, porém só versão original, totalmente restaurada que ele se tornou popular e assim olhos para os filmes de giallo e principalmente de Dario Argento começou a ser visto com bom olhos.  A história começa acompanhando o escritor Peter Neal (Anthony Franciosa), que vai para Roma fazer publicidade sobre seu novo romance policial “Tenebre“, chegando lá ele é surpreendido pela policia que diz que alguém está matando mulheres usando o que foi escrito no livro.

tenebrae-2

Assim mulheres que não tem um padrão são mortas. Além de serem “sujas” pelo padrão do assassino, como sendo “lésbicas“, “prostitutas“, “ladras” e etc. Ele endeusa Peter e sempre o avisa sobre o assassinato que ele cometeu. Aos poucos que o escritor vai investigando esses assassinatos, chegamos também a ver ter “flash-backs” de algum evento do passado relacionado a um homem que foi humilhado por uma mulher. Isso é outra marca registrada de Dario Argento, que deixa seus filmes muito mais empolgantes.

A trama poderia ser normal nesse tom, mas rapaz cada “plot twist” que tem. Você fica bobo. Não vou comentar o que acontece, porque realmente estraga todo o charme do filme e esse mistério que Argento joga na sua cara e que é bem construído ao longo da produção. Uma coisa que deixa a história plausível no seu final é uma frase que é dita por Peter, que é do escrito Arthur Conan Doyle: “ Quando você elimina o impossível, o que sobra, por mais improvável que pareça, só pode ser a verdade.” Então qualquer coisa que apareça em seu final é totalmente plausível.

tenebre-720-5

Tenebre” não é o meu filme favorito de Dario Argento mas é um dos melhores que ele já fez em toda a sua carreira. Podemos ver o giallo clássico em toda película. Uma verdadeira paixão que agrada qualquer fã do gênero. E novamente não podendo deixar de mencionar a nossa querida Versátil a lançou no seu box “Giallo – Vol. 1” então é para correr e comprar essa obras-primas, porque vale muito a pena mesmo. Além de ser obrigatório para qualquer fã do gênero ou do cinema mesmo.

Nota: 

Compre “Giallo – Vol. 1”  aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s