Viagem Maldita (2006)

poster-fd14dea9-11de-4a0a-8f6a-4ca4ffd3668c

2006 / EUA, França / 107 min / Direção: Alexandre Aja / Roteiro: Alexandre Aja, Grégory Levasseur / Produção: Wes Craven, Samy Layani, Peter Locke e Marianne Maddalena, Cody Zwieg (Produtor Associado), Frank Hildebrand (Produtor Executivo) / Elenco: Aaron Stanford, Kathleen Quinlan, Vanessa Shaw, Emilie de Ravin, Dan Byrd

Eu tinha escrito que na critica de “A Noite dos Mortos-Vivos” de 1990 que poucos “remakes” conseguem se aproveitar  alguma coisa ou dar uma nova visão a um filme já datado, e fiz uma lista de “remakes” bons. Um dos primeiros filmes que me lembro bem de ter alugado na escola ainda (lá se uns 10 anos) foi o “Viagem Maldita” do diretor Frances Alexandre Aja que dirigiu o “Piranha 3D” que adoro bastante esse filme e também outro que foi escachado pela crítica que é o “Amaldiçoado” que é outro que tenho um carinho especial por esse filme e claro o “Alta Tensão” que ele fez na França ainda.

Foi graças ao “Alta Tensão” que ele foi convidado por ninguém menos que Wes Craven para dirigir seu consagrado filme “Quadrilha de Sádicos” e já digo que ele consegue ser bem mais legal que o original. Como eu tinha dito alguns “remakes” conseguem dar uma nova cara para o filme e foi isso que Aja fez ao assumir a direção e roteiro. Deixou o filme com um ar mais tenso, o suspense é espetacular e sem falar nas cenas de gore que estão de parabéns. A história é praticamente a mesma com uma família viajando pelas estradas até chegar a Califórnia.  Mas eles pegam um desvio que foi dado por um dono de posto e são levados a uma cilada, ou melhor, um matadouro.

The-Hills-Have-Eyes-2006-DI

Mas as comparações com o filme para ai porque depois o filme vai tornando mais sombrio e bem mais pesado.  Aja que escreveu o roteiro junto com o seu parceiro Grégory Levasseur, conseguiu deixar mais sutil algumas coisas e isso o deixou bem mais “hardcore”. Principalmente com insinuações de estupro que eles deixaram mais sutil e toda a bagagem de mostrar como eles não estão enfrentando pessoas e sim animais em certos pontos. O que fica diferente do original do Craven. O começo do filme já da uma introdução do que vai acontecer, porque tudo se passa como eu tinha dito no deserto e aquelas regiões ficaram famosas pelos testes atômicos. Visto o Hulk que foi criado nessas famosas explosões testes.

Mas como eu tinha dito, o filme apresenta a família Carter. Eles são surpreendidos no deserto quando sofrem um acidente, assim o patriarca Big Bob (Ted Levine) decide voltar para o posto de gasolina para buscar ajuda. É interessante como o diretor do filme coloca o ponto de vista sempre masculino no enredo, aquele ar de americanos como sempre ter o diretor a usar uma arma e a fé em Deus e claro o homem no centro de tudo. Então são os homens que tomam as decisões e deixa aquele núcleo a mercê da vontade do patriarca. E o único que não tem a mesma voz do Bob que é um democrata o seu genro Doug (Aaron Stanford), assim a família que é composta por três mulheres ficam sentados enquanto eles vão buscar ajuda. Assim várias coisas acontecem. Mas o mais interessante é com as mulheres, o irmão que fica para proteger elas Bobby (Dan Byrd) que é um banana (da uma raiva dele).

2006_the_hills_have_eyes_004

Como eu tinha dito o filme todo vemos as coisas como uma cilada, o que aproxima a trama bastante com o original. Então a cena que é mais tensa deixa  a Irma mais velha morta que nessa parte o roteiro foi sensacional ao deixar tudo pesado com a morte da mulher e a mãe que também morre de forma brutal e ainda eles sequestram o bebe do casal. É tudo para você pegar raiva do pessoal do das montanhas. O que não gostei muito foi o papel menor que deram para o Júpiter (Billy Drago), lembrando a importância dele no original de Craven.

Viagem Maldita”é um excelente exemplo “remake”, porque pega tudo que tinha dito no começo alem de atualizar o filme ele consegue dar uma cara nova a uma história também muito bem realizada. Fora a produção do filme que é excelente o diretor Aja acertou em tudo. Fora a maquiagem que ficou por conta do Greg Nicotero que fez uma caralhada de filmes fodas e também foi diretor de alguns episódios da ultima temporada de “Walking Dead”. A produção de Craven está excelente e você percebe a liberdade criativa que ele deixou para Aja trabalhar no roteiro e direção. Um excelente trabalho e também excelente filme / “remake” (deem mais chance para remakes bons)

the-hills-have-eyes

 

Nota: 

Baixe o filme com  legenda aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s