Os Anfitriões (1988)

american20gothic20vhs20ad

1988 / USA / 1h 30 min / Direção: John Hough/ Roteiro: Burt Wetanson e e Michael Vines/ Produção: Christopher Harrop, Raymond R. Homer, Terry Lens, Michael Manley, John O’Connor, John Quested, George Walker / Elenco: Sarah Torgov,Mark Erickson,Caroline Barclay,Mark Lindsay Chapman, Stephen Shellen,Rod Steiger,Yvonne De Carlo,Janet Wright,Michael J. Pollard,William Hootkins

Acho que se existe um filme mais “vergonha alheia” que existe é “Os Anfitriões“.  Digo isso só não pelos atores que pagão um papelão, como a direção e roteiro. John Hough que é um puta diretor e fez filmes incríveis como “A Casa da Eterna Noite” ou “O Mistério do Bosque” com a Bette Davis, ou os filmes da Disney como “A Ilha do Tesouro“. Se submete a um filme se graça, que não assusta, pouco uso do terror ou mesmo do gore e etc.

O nome original do filme se chama “American Gothic” é o mesmo nome do famoso quadro do pintor Grant Wood, podemos perceber isso no pôster do filme quando coloca o Rod Steiger e Yvonne De Carlo na capa. O contexto todo do filme para mim é uma brincadeira clara ao estilo de vida americana, de cercas brancas, deus e família até no pôster vemos a seguinte frase “Família que mata unida, continua unida“. Aos poucos vemos essa desconstrução do ideal americano.

tumblr_m9ap0ae4lU1qzr8nao2_1280

A história começa quando Cynthia (Sarah Torgov) esta num hospital psiquiátrico e ela recebe alta, aos poucos descobrimos que ela se internou por conta que deixou seu filho recém-nascido sozinha na banheira. Tipo que pessoa idiota faz isso?  Qualquer um sabe que não pode fazer isso? Mas assim o seu marido a leva para um passeio e convida mais 4 amigos para irem juntos. Mas o avião que eles estão tem problemas e eles descem numa ilha. Lá eles encontram uma casa no meio do nada. Assim “Os Anfitriões” aparecem e logo vêem que eles não são dos mais normais. Vivendo num estilo totalmente fora dos padrões, como sem energia, telefones ou noticias. Eles são muito temente a Deus, o que deixa a coisa mais bizarra ainda é o fato dela ter 3 filhos e eles tem uma idade mental de 6 anos.

A história não faz muito sentindo em momento nenhum. Do tipo porque eles matam? A explicação que o roteiro tenta empurrar, unido por uma atuação forçada do Rod Steiger, é uma combinação para um filme tosco, chato, com soluções rápidas no roteiro. Aos poucos que os jovens são sendo mortos a pobre Cynthia começa a ficar louca e assim, entra para a loucura daquele bando. Vestindo um roupa infantil e com um olhar “lunático” (que nossa senhora). Ela começa a matar um a um daquela família.

tumblr_n84cthaKUp1qzr8nao2_1280

Apesar do filme ser um clássico do terror dos anos “80” e se apoiar em elementos do “slasher“, ele pouco se salva como filme, roteiro e atuações. E como tinha dito, ele é bem raso em vários quesitos, fora as próprias cenas mais chocantes do terror, que sinceramente não serve para nada. E estragar a filmografia de bons atores como o próprio Rod Steiger, William Hootkins, Michael J. Pollard  e a bela Yvonne De Carlo. Mas acho que a falta de dinheiro faz você aceitar qualquer coisa. Via Al Pacino em? Mas o maior terror em si é grande atores fazer esses papeis ridículos. Isso sim é uma loucura.

american gothic rod and yvonne

Nota: 

Baixe o filme com  legenda aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s