Condado Macabro (2015)

12899477_1134847126545507_1927879073_o

2015 / BR / 1h 53 min / Direção: André de Campos Mello, Marcos DeBrito/ Roteiro: Marcos DeBrito/ Produção: André de Campos Mello, Marcos DeBrito, Adriano Lírio, José Said De Brito / Elenco: Leonardo Miggiorin, Paulo Vespúcio, Francisco Gaspar, Rafael Raposo, Marcela Moura, Larissa Queiroz, Fernando de Paula, Bia Gallo, Beto Brito, Olivia de Brito

O terror nacional sempre viveu de altos e baixos, as vezes lembrado pelos filmes do grande “Zé Caixão” ou outras por uma galera nova como o Rodrigo Aragão e Petter Baiestorf que sempre fizeram filmes excelentes e engrandecem o cinema nacional de horror. Tirando claro os filmes de terror que saem do tipo “Isolados” que conseguem ser clichês e manjados do começo ao fim. O “Condado Macabro” conseguem ser divertido, fazer referencias fodas aquele terror “slasher” dos anos 70 e 80 e homenagear vários filmes como principalmente “O Massacre da Serra Elétrica” e “Sexta – Feira 13”.

Gostei muito do filme e como os diretores montaram num estilo “grindhouse“, aquela exibições toscas e trasheiras que deixa mais maravilhoso a proposta do filme. O roteirista Marco DeBritto que também dirigi em parceria com André de Campos Mello, soube contar muito bem a história do filme e principalmente utilizar a montagem como sua principal arma nessa produção. Como eu tinha dito no começo, temos toda a estrutura de “O Massacre da Serra Elétrica” do Tobe Hopper. O assassino mascarado que invés de pele humana usa uma mascara de porco (Motel Hell ai minha gente), uma família bizarra e um “plot” no final do filme que é digna de “Os Suspeitos” do Bryan Singer.

condado

O que diferencia “Condado Macabro” de uma copia de grandes sucessos é o controle que os diretores fazem com as referencias e também como ele quer ser mais divertido do que um filme sério de horror. Que nem de longe é a proposta do longa-mentragem. Principalmente com o elenco que é bem divertido e deixa mais leve algumas cenas. A história começa como qualquer filme de “slasher” clássico. Jovens que vão acampar ou alugam uma chácara num lugar afastado e vão curtir o feriado e transar feito loucos.

O roteiro parece que foi divido em partes para deixar o filme mais “cabeça“, essa estrutura é bem legal e a meta-linguagem utilizada da uma outra proposta para o filme e realmente consegue segurar o seu “plot twist” até o final. Logo nas primeiras cenas vemos um carro passando numa região deserta (olha o massacre ai) e em seguida conhecemos os personagens como Beto (Rafael Raposo), Theo (Leonardo Miggiorin), Mari (Larissa Queiroz), Lena (Bia Gallo) e Vanessão (Olivia de Brito). Os jovens vão curtir o feriado numa chácara, mas no meio do caminho dão carona a um palhaço “Bola 8” vivido pelo ator Fernando de Paula. Aos poucos o que parecia tudo tranquilo começa ficar estranho. Principalmente quando chegamos no lugar e Theo começa a fazer questionamentos interessantes, do tipo o lugar parece um matadouro. É tudo fechado e também um dos portões não abre. O que se faz uma ilusão de quando conhecemos o assassino e ele matando os animais.

09.Lena_palhaços

O filme fica intercalando toda hora com as cenas na delegacia onde o palhaço Cangaço (Francisco Gaspar), logo ele vemos que ele é uma figura bem bizarra. Mas o ponto legal é quando Cangaço e Bola 8 decidem assaltar os jovens. Mas eles não percebem que caíram numa armadilha e aos poucos um a uma vai ser eliminado, até chegar no que tinha comentado antes, que é o grande “plot twits”.

Condado Macabro é um filme que não se leva a sério e também faz várias referencias fodas ao terror “clássico” , mas de certa forma de um jeito mais inovador. Eles conseguem inventar suas próprias situações de desespero. Os efeitos são excelentes, a trilha sonora é fantástica e também o gore corre solto em todas as cenas. Simplesmente genial. Um excelente filme nacional que merece ser apreciado várias vezes.

02.Jonas

Nota: 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s