Green Room (2015)

Green-Room

2015 / EUA / 1h 35 min / Direção: Jeremy Saulnier / Roteiro: Jeremy Saulnier / Produção: Neil Kopp, Victor Moyers, Anish Savjani, Macon Blair, Daniel Hammond, Gabriel Hammond, Brian Johnston / Elenco: Anton Yelchin, Imogen Poots, Alia Shawkat, Joe Cole, Callum Turner, Patrick Stewart

Fazia tempo que não via um filme tão visceral, surreal e que te deixa tenso do começo ao fim. Ano passado foi lançado o filme “ Green Room” do diretor Jeremy Saulnier, que fez o sensação “Blue Ruin” (que infelizmente não assisti até agora). O trabalho que o diretor faz atrás da câmera, comandando a fotografia e tal, se revigora nessa trabalho. Que é surpreendente com a sua estética rápida, colorida, mas o clima “bad vibe” que ele coloca no começo até o fim deixa as o filme, como eu tinha dito antes, colorido mas ao mesmo tempo monocromático. Realmente difícil passar essa sensação sem que você tenha visto somente um filme do diretor, caso esse o “Green Room”.

O diretor soube muito bem mesclar o horror, suspense e aquele thriller em um lugar apertado e ao mesmo tempo dar  uma liberdade para os personagens improvisarem dentro de um lugar minúsculo, então o clima de claustrofobia mais a tensão dentro daquele lugar com todos os personagens é simplesmente genial. A escolha do elenco foi uma coisa certeira, então vemos o Patrick Stewart que está simplesmente genial como um líder “skinhead“, Anton Yelchin (que morreu esse mês de forma trágica) e Imogen Poots que também arrebenta no filme.

green-room-movie-image-2

A história é sobre uma banda punk que vai tocar em uma festa de “skinheads”, depois de uma apresentação desastrosa. E eles estão indo embora, e um assassinato acontece nos backstage, dentro de uma “SALA VERDE” . Então quando Pat (Yelchin), volta para pegar o celular, ele vê aquilo e rapidamente liga para a policia. O que torna eles testemunhas que pode afundar rapidamente o cartel do líder dos nazistas Darcy (Stewart), o legal do filme é como o diretor consegue aprofundar algumas coisas sem ser maçante e dar leves toques de ousadia. Gostei como o discurso do Darcy é levantado em alguns pontos e também como ele usa aquilo tudo para atividades criminosas e fazer a cabeça dos jovens com discursos de ódio.

O que me deixou nervoso do começo ao fim é saber o que vai acontecer com o grupo dentro daquela sala. O diretor conseguiu construir um bom elenco que mantém aquele suspense visceral, vemos que realmente o grupo está perdido dentro daquele lugar. Quando eles tentam sair, ou melhor, fazer uma negociação na primeira vez Pat perde a mão a facadas. A partir dai as negociações vira um jogo pela sobrevivência. Então temos cachorros mordendo a garganta de vários deles, tiros e facadas.

GREENROOM-imogenpoots

Achei “Green Room” um filme honesto ao apresentar personagens realmente “ordinários” mas que conseguimos ter alguma empatia por eles. Acho que o senso de sobrevivência faz que carregamos isso, caso é os filmes “slashers” não conhecemos nada da vitima, mas mesmo assim torcemos para que ela sobreviva. Uma coisa eu digo, amei o trabalho do Jeremy Saulnier, excelente roteiro e também ótima fotografia com planos excelentes. Só digo que agora que prestar a atenção em todos os filmes dele e assim logo o “Blue Ruin”. E também foi um excelente últimos trabalho do Anton Yelchin que partiu muito cedo mesmo.

green-room-patrick-stewart-macon-blair

Nota:  5 Caveiras

Baixe o filme com  legenda aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s