As Sete Vampiras (1986)

DEDE

1986 / Brasil / 100 min / Direção: Ivan Cardoso / Roteiro: Rubens Francisco Luchetti /Produção: Antonio Avilez, Ivan Cardoso, Flávio Holanda, Cláudio Klabin, Mauro Taubman /Elenco: Andrea Beltrão, Tania Boscoli, Simone Carvalho, Ariel Coelho, Ivon Cury, Nuno Leal Maia, Lucélia Santos, Nicole Puzzi

O cinema de terror nacional hoje em dia é o melhor do mundo. Temos coisas maravilhosas como “A Noite do Chupa Cabra“, “Mangue Negro” e o mais recente “Fabulas Negras“. E claro o Zé do Caixão que é uma lenda viva e é um dos melhores cineastas vivos do mundo. Mas o cinema de horror brasileiro já ficou em baixa? E sim! Já ficou, quando algum cineastas e principalmente da Globo filmes tentam filmar algo é um deus nos acuda.

Em 1986 com o fim da ditadura militar no Brasil e com a ressaca da “pornochanchadaIvan Cardoso que fez obras-primas como “Os Bons Tempos Voltaram: Vamos Gozar Outra Vez“,”O Escorpião Escarlate”  e o mais recente “Um Lobisomem na Amazônia“. Cardoso sempre fez esse misto de terror, mistério e suspense com a comédia. Tanto ” O Escorpião Escarlate”  que brinca com os filmes “noir” e etc.. Como o o próprio “As Sete Vampiras” que invoca vários gêneros do cinema americano. Como o próprio “noir” e claro aquele terror clássico da época da Universal.

sete-vampiras-poster

O exagero que Ivan Cardoso coloca no filme é muito legal e realmente muito aproveitado. A história começa com ninguém menos que “TIÃO MACALÉ” o ícone da comédia nacional e quando um botânico, Frederico Rossi (Ariel Coelho) chega no porto do Rio de Janeiro pegando uma misteriosa planta. O legal é que o próprio Alfred Hitchcock  (de forma irônica, claro) e faz apresentação do filme, que é um referencia ao seu programa ” Alfred Hitchcock Apresenta“. Assim temos o começo do filme que vale até com a musica do começo de “Psicose“. Sim! O diretor usou a música Bernard Herrmann, se os direitos foram pagos isso é outra história.

Em uma ótima cena quando Frederico é morto pela planta, sua noiva Silvia Rossi (Nicole Puzzi) vai até o seu laboratório e ela também é atacada. Assim se passa um tempo e Silvia se afasta de todos os seus amigos. Mas quando o sócio do seu falecido noivo aparece e faz a proposta de dirigir a casa de espetáculo ela aceita e assim ela lança moda no Rio de Janeiro ao lançar o show “A Dança das Sete Vampiras“. Apresentação do espetáculo é muito foda, invoca elementos do “expressionismo alemão” e também lembra aqueles filmes clássicos mudo como o “Gabinete do Dr. Caligari“.Realmente o filme é muito legal. Porque além de ter esse entorno clássico do cinema, tem também aquele apelo popular do cinema nacional. Como os palavrões rasgados e os peitinhos que é uma marca do nosso cinema.

08-lucelia-santos1

Assim também começa assassinatos bizarros em todo o Rio de Janeiro, como as vitimas aparecerem sem sangue algum. A policia é acionada e ai começa a melhor parte do filme. O chefe de policia fica puto da vida porque de acordo com ele “a melhor policia do mundo” não está fazendo nada para pegar o assassino. Quando Rogério (John Herbert) sócio de Silvia é morto. A sua amante contrata o detetive Raimundo Marlou (Nuno Leal Maia) e sua assistente, Maria (Andréa Beltrão) para ficar de olho nela.

Assim aos poucos coisas estranhas vão acontecendo até que quase todo mundo é morto dentro da boate. Léo Jaime que faz o papel de Bob, o cantor da boate é quase morto e junto com Raimundo e Maria eles começam a perseguir o assassino. Essa mistureba de gêneros coloca em mão até o “slasher” clássico, ou melhor, o “giallo” com o assassino mascarado e esperto e tal. Quando todas as pistas vão para Silvia, temos a revelação que na verdade o assassino é Frederico que sobreviveu ao ataque da planta e agora caça pessoas para desenvolver um antídoto para sua noiva e para ele.

edicao10_vampiras2

“As Sete Vampiras” é um filme simplesmente genial e muito divertido e que consegue animar qualquer um. Ele é leve e mistura ótimos gêneros de terror num filme só e também uma comédia muito legal. Lembrando que o diretor Ivan Cardoso é um mestre no terrir. Ele se comprova com o seu filme anterior “O Segredo da Múmia” de 1982 que pega o gênero “pulp” e brinca com ele no cenário nacional. “As Sete Vampiras” é um filme excelente que merece ser visto e prestigiado como toda a filmografia de Ivan Cardoso e todo o terror nacional.

Nota: 

Veja o filme pelo Youtube aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s