De Volta à Escola de Horrores (1987)

return_to_horror_high_poster_02

1987 / EUA, Itália / 95 min / Direção Bill Froehlich / Roteiro: Bill Froehlich, Mark Lisson, Dana Escalante, Greg H. Sims / Produção: Joan Baribeault, Jason Hoffs, Mark Lisson, Greg H. Sims / Elenco: Richard Brestoff, George Clooney, Vince Edwards, Al Fann, Panchito Gómez

Talvez “De Volta à Escola de Horrores” seja mais conhecido como um dos primeiros filmes do George Clooney do que qualquer outra coisa. Na verdade esse filme é o primeiro no gênero de horror no qual Clooney vai participar e logo em seguida ele “O Ataque dos Tomates Assassinos” e depois “Batman e Robin”. George Clooney carrega uma alma trash.

Mas bem essa produção é curiosa e não quer dizer que isso seja bom, ao contrario. É sofrível essa porcaria, nunca vi uma coisa que seja tão difícil de terminar de assistir como esse filme. Voltando ao curioso da trama é que ele é mais um daqueles filmes sobre “fazer filmes”. Um novo “A Noite Americana” do François Truffaut, não claro que não. O que seria para ser  uma coisa “nova” dentro desses filmes de “slasher” dos anos 80, no qual já tinha se tornado um gênero desgastado é que eles conseguem deixar o filme pedante e chato para burro.

maxresdefault

A história do filme narra um massacre que aconteceu em 1982 no colégio “crippen”. Então vários corpos são achados, mas o assassino nunca foi pego de verdade. Assim um estúdio decide fazer um filme sobre essa história. E quando eles vão recapitulando o que aconteceu e também vão filmando uma nova história, mais pessoas são mortas dentro da escola. Mas o que era para ser legal com esse lance de um filme dentro de um filme, fica um saco! Quando acontece uma ação de verdade ou até alguma cena gore e tal. O diretor grita “corta”. E uma brincadeira é colocada para nos. Isso é legal em duas cenas e tal para assustar o próprio publico mas depois isso fica tão repetitivo que realmente da nos nervos.

A história é divida em três linhas do tempo. A primeira é quando começa o filme onde temos o roteirista do filme com os policiais fora da escola e todos foram mortos e ele começa a contar o que aconteceu, e depois temos uma linha do tempo da própria gravação do filme e depois no passado contando o que aconteceu em 1982. Isso tudo  só serve para deixar tudo mais confuso e chato para caramba.

10-a-list-celebrities-you-can-watch-die-in-horror-movies-477188

O próprio assassino do filme é um cara chato para caralho, que sinceramente não entendi qual a motivação dele. Quando vamos para a parte final é quando piora tudo de vez. Pois temos os dois “mocinhos” que vão investigar quem é o verdadeiro assassino e assim se deparam com o zelador, mas na verdade o zelador é o diretor da escola ?!?!?

Raramente filmes b e trash conseguem me tirar do sério como esse filme. Realmente não da para aturar. Incrível como Clooney não sujou sua carreira com esse filme. Ele é o mais esperto do filme, porque numa cena onde ele é o ator principal. Acontece dele ser convidado para fazer um “verdadeiro filme” e assim sua presença acaba em 5 minutos de cena.

maxresdefault (1)

Mas realmente o diretor Bill Froehlich que também escreveu essa peça de arte, conseguiu cagar e sentar em cima da produção. Um filme totalmente ruim, não se aproveita nada. A não ser por uma ou outra cena de gora aqui e ali. Em resumo isso é  uma porcaria total e merece ser esquecida nos quintos dos inferno. O filme chato, sem graça e consegue ser uma tortura do começo ao fim.

Nota: 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s