A Hora do Espanto 2 (1988)

Fright-Night-II-images-8fc25824-517b-47cd-81b2-0e02a43ca8f

 

1988 / EUA / 104 min / Direção: Tommy Lee Wallace / Roteiro: Tim Metcalfe, Miguel Tejada-Flores, Tommy Lee Wallace / Produção: Mort Engelberg, Herb Jaffe, Miguel Tejada-Flores / Elenco: Roddy McDowall, William Ragsdale, Traci Lind, Julie Carmen, Jon Gries, Russell Clark, Brian Thompson

 

A Hora do Espanto 1 e 2 talvez seja um dos filmes que mais vi na minha infância. Isso junto com ” A Volta dos Mortos Vivos – Parte 2” e tudo por culpa do SBT que reprisava diariamente tanto da famosa “Tela de Sucessos” como no “Cinema em Casa” e toda criança que estudava de manha poderia acompanhar esse clássico instantâneo. Num top 10 a franquia “A Hora do Espanto” ocupa um lugar especial num top 8 ou 9. É um dos meus filmes favoritos e formou meu caráter em relação a amar filmes de terror, desde que era criança.

O primeiro filme é a cara dos anos 80 tanto pelo comportamento como também pelo próprio visual também. Na primeira parte acompanhamos Charlie (William Ragsdale) um jovem que adora filmes de terror e descobre que seu vizinho é um vampiro e tenta ajuda de um apresentador de televisão, um estilo Zé do Caixão com  o “Cine Band Trash” que apresentava seu programa favorito que acompanha o titulo do filme no original que é “Fright Night“. Assim Charlie e Peter Vincent (Roddy McDowall) enfrentam o temido vampiro Jerry (Cris Sarandon).

FrightNightPart2-Still1

Tom Holland escreve e dirigi esse filme que usa o mito do vampiro clássico como sendo sedutor, que é a sua principal marca e também as vulnerabilidades como não ter reflexo e a luz do sol. Ele consegue um elenco muito legal na primeira parte do filme, toda aquele mito sobrenatural dos poderes do vampiro e também os monstros que aparecem são simplesmente sensacionais.  Infelizmente ele não volta para dirigir a segunda parte do filme que saiu em 1988 e que dirigi é Tommy Lee Wallace, você deve conhecer ele de filmes com a terceira parte de “Halloween“, “It – A Obra prima do Horror” e a segunda parte de “Vampiros de John Carpenter” que tem no elenco principal o grande matador John Bon Jovi.

O legal da segunda parte de “A Hora do Espanto“, na verdade tudo é legal. O filme consegue ser mais legal que o primeiro na minha opinião. Começando pelo roteiro que é sensacional. O segundo filme se passa 3 anos apos o primeiro e temos Charlie na terapia para acreditar que aquilo foi tudo uma alucinação e na verdade vampiros não existe. Ele agora está na faculdade e vemos isso quando ele corre pelo campus e vai até o seu quarto e vemos que ele ainda continua fã de filmes de horror, pelos vários pôsteres que ele tem no quarto, mas em seguida ele abri um baú e vemos várias estacas, crucifixos e alho, coisa que ele joga fora em seguida.

Charlie está com uma nova namorada e ele leva ela para conhecer Peter. Que agora vemos que as coisas se inverteram. Quem não acredita mais em vampiros é Charlie e isso é sua grande perdição ao longo do filme. A cena que ele está no apartamento de Peter lembra bem a primeira parte. Quando vemos Charlie olhando pela janela e vê um carro parando e levando caixões para dentro do apartamento. Na verdade uma nova moradora se revela a morena Regine (Julie Carmen) e ela não está só e traz consigo uma onda de amigos. Como um vampiro que mais parece  um mulher. Isso é bem a cara dos anos 80 e final dos 90, onde podemos ver depois em uma onda de filmes ou até moda o conceito de “trans”, um lobisomem e uma outra coisa que não sei o que é e vive comendo insetos. Essa fauna de monstros que enche os olhos e agrada qualquer um que é fã do horror clássico com demônios e essas criaturas das trevas.

frightnight2_01

Aos poucos vemos Charlie sendo seduzido por Regine e ele se transformando num vampiro. As coisas começam a se complicar mais quando Peter é demitido do seu programa e quem assume é a própria Regine que é um vampira e também vizinha de Peter. Assim também temos o lobisomem que vai atrás da namorada de Charlie. E a cena que eles lutam na biblioteca tirou meu sono por várias noites. Quem toma conta no departamento de efeitos especiais é Rick Josephsen que fez clássicos como “Cujo“, “Natal Sangrento” e “Expresso para o Inferno” de 1984.

Apos Charlie ser seqüestrado e levado para o apartamento de Regine, a namorada dele e Peter se preparam para matar as criaturas sanguessugas do inferno e também salvar seu grande amigo dessa terrível maldição. As mortes dessa parte são bem melhores que a primeira e também com mais efeitos que deixa o filme melhor em algumas partes. Mas é claro que a primeira parte também é foda e prova disso é que apesar de ser esquecida em algumas listas de filmes de vampiros. Os fãs verdadeiros ainda amam essa velha franquia que existe a ainda se mantém viva nos anos 80 e também dentro dos nossos corações.

Nota:  

Baixe o filme com  legenda aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s