Ring – O Chamado (1998)

 

 

Ringu-1998

1998 / Japão / 96 min / Direção: Hideo Nakata / Roteiro: Hiroshi Takahashi (baseado no livro de Kôji Suzuki) / Produção: Takashige Ichise, Shin’ya Kawai  e Takenori Sentô, Makoto Ishihara (Produtor Associado), Masato Hara (Produtor Executivo) / Elenco: Nanako Matsushima, Miki Nakatani, Yûko Takeuchi, Hitomi Satô, Hiroyuki Sanada

 

Confesso que demorei muito para ver a versão original de “O Chamado”. A versão americana que lançou em 2002 e conta com a Naomi Watts foi um arraso. Adorei o filme e o lance de integrar a tecnologia com o sobrenatural foi um lance muito legal, não é  uma coisa nova mas é genial. O filme americano foi dirigido por Gore Verbinski, ele conseguiu pegar muito bem o que o diretor japonês Hideo Nakata quis colocar em plano.

Mas assistindo ao filme original que por sinal está na netflix, ou melhor, a trilogia toda está online é fácil de se ver agora. E quando eu assisti o original! Fiquei assustado com a alta qualidade do filme e como ele não é tão explicito como o remake e o que deixa mais tenebre em vários momentos. “Ring – O Chamado” abriu as portas para outras produções do JHorror (Horror Japones) abriu para nos ocidentais. Já que a asia produz ótimos filmes de terror a tempo como “Onibaba – A Mulher Demônio” ou “House” uma produção terrir dos anos 70 que é muito bem feita. Mas aqui para nos chegou obras-primas como “Audition”, “O Grito”, “O Pacto” e um filme que é uma obra-prima na minha opinião que é “Batle Royale” que é baseado num livro e num mangá.

Ring 1 (1998) (VOSE).mp4_snapshot_00.37.33_[2013.05.22_08.25.36]

Quando você assiste por primeiro o remake e depois vê o original você consegue notar várias coisas, seja pelo atuação, as cenas, o que faltou no original e o remake melhorou ou vice-versa. Isso torna o filme mais rico e interessante de se analisar. Mas outro ponto interessante é como as atuações mudam e também toda história muda. Começamos com duas estudantes dizendo que viram uma fita e depois receberam um bizzaro telefonema dizendo que você tinha 7 dias de vida. Claro que de começo você não acredita em nada disso, mas o suspense que é colocado nas primeiras cenas e qualquer coisa banal deixa tudo assustador como um toque do telefone ou a televisão que se liga sozinha. Isso tudo constrói um cenário de suspense.

Depois que temos a primeira vitima do filme a repórter Reiko (Nanako Matsushima) começa a fazer uma investigação profunda sobre aquela estranha fita. Então ela vai até um camping onde sua sobrinha, a vitima do começo do filme estava. Lá ela acha a fita que ela viu com os amigos e coisas bizarras acontecem quando ela assiste. Confesso que o remake nessa parte é mais rico em detalhes mas o VHS japonês da um “cagaço” por ser tudo num tom “dark” e sombrio. As investigações leva Reiko pedir ajuda para o seu ex-marido que é professor e também um paranormal  Ryuji Massam (Hiroyuki Sanada). Assim eles partem e buscam pistas que levam a esse estranho e bizarro caso.

sadako1

O final do filme achei sensacional principalmente com a melhor cena que é a Sadako (Samara) saindo da televisão, essa cena é muito bem feita e ainda melhor que o remake. Toda a lenda por trás dela e de sua familia e o que a levo a morrer num poço é muito bem elaborada e pensada num rigor de detalhes é sensacional. O filme tem algumas falhas que o remake conseguiu de certa forma aproveitar. Mas claro que não se compara ao original que é uma obra-prima. Confesso que fiquei curioso para ver a trilogia do “Chamado” e também para ver a filmografia do diretor Hideo Nakata. Lembrando que ele também dirigiu “Água Negra” filme que o Walter Salles foi convidado para dirigir na versão ocidental. Mas vamos ver o que as produções dele aguardam e também o que cinema oriental de terror nos reserva.

Nota:    

Baixe o filme com   Legenda + Filme  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s