Deathgasm (2015)

Deathgasm-Theatrical-Poster_FINAL

2015 / NZ / 86 min / Direção: Jason Lei Howden / Roteiro Jason Lei Howden / Produção: Ant Timpson, Morgan Leigh Stewart, Tim Riley, Craig Jackson, Sarah Howden, Robyn Grace, Andrew Beattie e Hamza Ali / Elenco: Delaney Tabron, Daniel Cresswell, Sam Berkley, Kimberley Crossman, James Blake e Milo Cawthorne

Metal! Horror! Amizade e Demônios. Isso séria mais um titulo de um livro ou filme inspirado em algo do Stephen King, se não usasse o gore. Pouca gente deve conhecer filmes da Nova Zelândia onde essa perola moderna do terror nasceu que é o “Deathgasm”. Mas se voltarmos um pouco, vamos lembrar e muito de um diretor muito consagrando hoje em dia que nos seus aureos tempos fez muito filmes do caralho de horror. É claro que estou falando de Peter Jackson! Porra que nunca viu “Fome Animal” ou o mais underground ainda que é o “Trash – Náusea Total”. O filme foi inspiração para outros clássicos modernos do gore que temos hoje. O diretor estreante Jason Lei Howden, fez uma baita homenagem a Jackson nesse filme. Além de um gordinho que usa a camiseta do “Trash – Náusea Total”, o diretor é muito fã de Metal, coisa que fica evidente no filme e também trabalhou tanto com Peter Jackson para criar os efeitos especiais na trilogia do “Hobbit”.

DG1
Uma coisa que sinto falta nos filmes de hoje em dia é como a música pode ser combinado com os elementos do terror. Temos o “Horror Rock Picture Show” que é um musical foda e soube combinar as músicas com seus elementos em cena, como também um filme B que é o “Heavy Metal do Terror” que usa a mística desse gênero musical para montar seu roteiro. “Deathgasm” conseguiu fazer isso. Eles usam toda essa mística do metal para falar sobre as lendas de invocar o demônio e também fazer um passeio pela história do gênero.

A história do filme é muito legal também, conta sobre um garoto metaleiro que tem sua mãe presa e com isso vai viver com seus tios numa cidade no interior da Nova Zelandia. Mas ele não é nem um pouco aceito pelo seus tios mega-religiosos e pelo seu primo bullying. Então Brodie (Milo Cawthorne), fiz descolado no meio daquela galera. Ele encontra um pessoal nerd na escola que o faz se sentir aceito, mas é numa loja de discos que ele encontra Zakk (James Blake), um metaleiro que assim como ele, odeia aquela cidade e as pessoas. Unidos eles foram uma banda com os dois nerds da escola. Aos poucos eles vão se sentindo mais fortes, já que estão em união. Mas quando Zakk leva Brodie na casa de um antigo metaleiro e roubam uma letra de música antiga, eles invocam o demônio que faz a cidade toda ficar possuída pelo mochila de criança.

DG25

Mas o que vem depois é umas das coisas mais loucas que senti falta nos filmes de hoje em dia. Que é aquele gore e também splatter maroto que tinhamos em filmes como “Evil Dead” ou até os filme de Peter Jackson e também “Demons” do Lambento Bava. Os demônios alias parece muito do Evil Dead, aqueles que não sabemos o que eles querem, só estão lá para provar o caos e assim matar o que vem pela frente. E nossa senhora as mortes são fodas. Temos mortes que vão com “consolos” entrando no ouvido de senhorias, até cabeças saindo junto com a espinha toda e a melhor morte é quando o amigo dos dois o gordinho escroto Giles (Daniel Cresswell) , tem os braços arrancados é espancado por até a morte pelos seus proprios braços. Caralho! que morte criativa. Realmente sentia falta desse tipo de filme, despreocupado, nojento e também com uma trilha sonora muito boa.

Nota:    

Baixe o filme com   Legenda + Filme  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s