Acampamento Sinistro (1983)

SLEEPAWAY-CAMPS-poster-art

1983 / EUA / 88 min / Direção: Robert Hiltzik / Roteiro: Robert Hilzik / Produção: Jerry Silva, Michele Tatosian, Robert Hilzik (Produtor Executivo) / Elenco: Felissa Rose, Jonathan Tiersten, Karen Fields, Christopher Collet, Mike Mellin, Katherine Kamhi

Se tem um filme que caracteriza e reformula o terror de tal modo é “Acampamento Sinistro”. Acho que nunca foi se pensado num filme tão foda como esse. A trama é super interessante, os personagens tem uma livre caracterização para ser eles mesmo, pelo menos é o que se nota dentro do filme. Mesmo as péssimas atuações que fica por conta de todos envolvidos na produção. E que se dane! Quem liga para isso quando se tem um roteiro muito bem desenvolvido com um “plot twist” que faz qualquer filme do Shyamalan cair de quatro.

Apesar do filme ter sido lançado no começo dos anos 80 e depois ia ter a explosão de gêneros de “slasher”, ainda mais voltado para essa trama de acampamentos. Tínhamos já o “Sexta Feira 13” que invocava já esse espírito e claro aquelas produções B de terror dos anos 70. Mas passando o tempo, nenhum filme conseguiu superar “Acampamento Sinistro” como um filme de terror com um assassino que entrou na cultura POP e também deixou sua marca ao abordar como era os anos 80.

sleepaway_camp_1_1200_675_81_s

O que mais me chocou no filme foi um cozinheiro pedofilo, as roupas “cola-saco” dos personagens, aqueles shorts da seleção de 70 que o Zico usava. Sério isso era uma moda que tinha que voltar e deixar o saco respirar. Quanta elegância para 88 minutos de filme. Antes temos a apresentação da trama, temos um lago, um pai com crianças e um acidente que mata o pai e depois uma das crianças. E depois se passa 8 anos e uma menina e um menino descem as escadas, pela lógica pensamos que a menina sobreviveu. Mas será? Eles vão a um acampamento de verão, onde tudo está errado. Começando pela mãe deles que deve ter exagerado na morfina. A mulher é maluca. Chegando no acampamento, as coisas se complicam onde as outras meninas começam a implicar com Angela (Felissa Rose) gratuitamente. Uma coisa é como o “bullying” agressivo é aplicado e também as formas como ele é colocado. Que vai de jogar a menina no lago mesmo ela não sabendo nadar ou até fazer um gordinho nerd beijar a bunda de outro garoto.

Mas “Acampamento Sinistro” apresenta mais coisas erradas dentro dessa sociedade liberal. Como também o dono do acampamento espancar o primo de Ângela. O boca suja Rick (Jonathan Tiersten) e claro o aliciamento de menores e a pedofilia correndo solto. Mas o que séria apenas mais um acampamento para as crianças terem problemas psicológicos no futuro. Se torna um verdadeiro massacre. Começando pelo cozinheiro que ia abusar de Ângela e tem a cara derretida quando empurram ele dentro de uma panela de sopão. Aos poucos outras coisas vão acontecendo e as mortes são muito criativas. Apesar do filme ter atores horríveis que vai até de bigode de fita isolantes, eles não economizaram na maquiagem e também nas mortes. Uma das melhores mortes e também uma das mais nojentas é quando um monitor que tinha aprontado com Ângela e seu primo Ricky morre com várias picadas de abelha.

SleepawayCamp

Depois de todas essas mortes, temos as revelações finais onde ai sim o filme vale muito a pena. Ângela arranja um namorado que é Paul (Christopher Collet). Ele começa errado e mete um chifre na pobre menina que é traumatizada. Percebemos por “flash-back” que ela e o irmão pegaram o pai dando para o amigo. Então ele era gay e nisso temos uma cena onde ela e o irmão estão na cama e fazendo aquelas brincadeirinhas de descoberta com o corpo. Depois que Ângela volta a si e foge de Paul, ela o reencontra e fala para eles se encontrarem perto do lago e nadarem nus. O garotão fica felizão, mas a verdade vem a tona e quando os monitores vão atrás do assassino. Eles encontra Ângela nua fazendo carinho em Paul e quando ela levanta a cabeça do menino rola no chão e ela na verdade é um MENINO! E numa espécie de urso machucado gritando ela ou ele levanta e se relava a tromba do garotinho. E a verdade é que a irmã morreu no acidente de carro e a mãe maluca de Ricky criou o menino como menina!

“Acampamento Sinistro” teve uma produção semelhante a “Evil Dead” de Sam Raimi. Amigos e pessoas ajudaram essa produção a ser realizada. Emprestando por vezes carros, uniformes, utensílios em geral. Percebemos q que grande parte do orçamento ficou para cobrir os efeitos especiais e as mortes em geral que são muito bem realizadas. O filme tem um ar “cult” apesar da pouco repercussão que teve, mas sinceramente esse é um dos melhores filmes de terror dos anos 80 e entraria fácil num top 20 de melhores filmes de horror de todos os tempos.

Nota:    

Assista ao filme legendando pelo Youtube aqui  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s