Herança Maldita (1995)

 

castle_freak

1995 / EUA / 90 min / Direção: Stuart Gordon / Roteiro: Dennis Paoli, Stuart Gordon (baseado no conto de H.P. Lovecraft) / Produção: Maurizio Maggi; Michael J. Mahoney (Coprodutor); Albert Band, Charles Band (Produtores Executivos) / Elenco: Jeffrey Combs, Barbara Crampton, Jonathan Fuller, Jessica Dollarhide, Massimo Sarchelli, Elizabeth Kaza

Como eu adoro os filmes do Stuart Gordon! Primeiro por adaptar os contos de Lovecraft de uma forma sensacional, mesmo que seja do jeito dele. As produções que ele comanda são fodas. Podemos citar alguns filmes que são simplesmente “massareal” que ele dirigiu, começando com o “Re-Animator” que reacende o legado de zumbis e de uma certa forma tem um morto-vivo diferente dos demais que foi o caso dos filmes do Romero que tinha um teor mais político ou até dos zumbis do Dan O’Bannon que são os icônicos “A Volta dos Mortos Vivos” do mesmo ano de “Re-Animator” 1985. Sem esquecer os zumbis italianos de Fulci, Claudio Fragasso, Bruno Mattei e Umberto Lenzi.

Mas Stuart Gordon fez vários filmes muito fodas e um deles é “Herança Maldita” que conta com a velha parceria dele com o ator Jeffrey Combs que além de participar de “Re-Animator” e a seqüência “A Noiva de Re-Animator”, fez o “Do Além” outra obra que foi adaptada do universo de Lovecraft.

castle_freak_2

O começo do filme lembrou aqueles filmes clássicos do Roger Corman onde habitação era num castelo e primeiro se apresentava o problema e depois vinha a história. E isso é que ocorre, primeiro vemos um idosa no castelo ela está cortando alguns alimentos e depois leva até um parte escura daquele lugar e de lá uma criatura surge das trevas. O spoiler é inevitável porque desde capa do filme temos a imagem da criatura estampada. Então o que seria uma surpresa se estraga por conta desse problema de produção. Claro que isso não tira toda a graça. Jeffrey Combs é John que herda o castelo na Itália e assim viaja até lá para avaliar essa herança e vender. levando toda a sua família, a esposa Susan (Barbara Crampton, outra colaboradora de Gordon em vário de seus filmes) e sua filha Rebecca (Jessica Dollarhide) que ficou cega provocado por John que matou seu filho pequeno e cegou sua filha, ele tenta superar isso com novos ares. O filme em si é muito trágico e flerta muito com o terror, mais voltado para o suspense e drama do que outras produções de Stuart Gordon.

A família tem vários problemas e a sua mulher o culpa pelo acidente e depois de uma treta bem safada, John vai para o bar e fica bêbado e pega uma puta no bar (quem nunca). Assim temos a primeira transa do filme, lembrando que a criatura que estava no castelo se solta arrancando seu polegar, a coisa mais incrível é que na cena final do filme a mão do monstro está inteira novamente. Mas a criatura que na verdade é meio irmão de John tenta estuprar a cunhada e sua sobrinha por essa lógica de linhagem. O que acontece é que num ato heróico John se mata e salva assim sua família do seu meio irmão.

cop1

Uma pena esse filme ser tão restrito porque ele é muito bom, sofremos mais pelas emoções de seus personagens do que outra coisa. Todos tem um certo problema psicológico e uma dificuldade de aceitar a realidade que os cerca. “Herança Maldita” saiu diretamente em video e uma curiosidade é que o castelo usado nas gravações é do dono da Paramount. Esse com certeza é um grande filme que merece ser revisto e colocado nas obras-primas do horror e também um destaque a mais na excelente filmografia de Stuart Gordon.

Nota:    

Baixe o filme com   Legenda + Filme  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s