Holocausto Canibal (1980)

cannibal-holocaust-movie-poster-1980 1980 / Itália / 95 min / Direção: Ruggero Deodato / Roteiro: Gianfranco Clerici / Produção: Franco Di Nunzio, Franco Palaggi / Elenco: Robert Kerman, Francesca Ciardi, Perry Pirkanen, Luca Barbareschi, Gabriel Yorke

Acho que muito pode ser dito sobre “Holocausto Canibal” e um dos mais famosos é sobre a veracidade do filme. Como animais mortos de verdade e também como o diretor italiano Ruggero Deodato conseguiu criar um filme tão perfeito usando o “found footage”. Podemos até dizer que foi ele que criou esse gênero das filmagens perdidas.  Mas se olharmos bem a obra e ter estomago para ver as cenas. Se bem que as cenas de “gore” de verdade são bem fracas comparadas com filmes que temos hoje em dia como “Jogos Mortais”, “Centopéia Humana”, “Mártires” e até “Serbian Film”.

Lançado em 1980 o filme conta sobre uma equipe de filmagens que desapareceu dentro da Amazônia Peruana, quando iam fazer um documentário sobre uma tribo canibal.O professor Harold Monroe (Robert Kerman) é chamado pela TV para descobrir o que aconteceu com a primeira turma de cinegrafistas. Assim  ele entra dentro do “green inferno” e parte para dentro da selva. Aos poucos vemos que não se trata de um filme tão ruim assim. Ruim que eu digo de polemico, talvez só pelos animais. Mas vemos tantas coisas gratuitas sobre morte de animais que vira até uma banalidade se for pensar. Quando você documentários mais fortes como “A Carne é Fraca” você percebe que na verdade o filme pega até leve com essas mortes.

large_cannibal_holocaust_blu-ray_1-1

Mas vamos abordar as polemicas. Deodatto foi condenado e preso por ter feito um filme “real” de mortes, ou melhor, os famosos “snuffs”. Boatos diziam que atores foram mortos de verdade nas filmagens e que também pelo alto grau de violência sexual, isso é chocante na verdade porque em certo ponto do filme vemos um estupro coletivo em uma indígena e também outras atrocidades que esse grupo comete como colocar fogo numa aldeia e matar alguns nativos.  Holocausto Canibal foi proibido em centenas de países e sua fama foi mais longe ainda.

O roteiro foi escrito por Gianfranco Clerici, que também trabalhou no roteiro de “O Estranho Segredo do Bosque dos Sonhos” e “Nova York – Cidade Violenta” ambos do diretor Lucio Fulci . Mas o que gostei particularmente nesse filme é como o roteiro se divide pelo começo, meio, final e depois o começo novamente. O filme é montado junto com as cenas em que o professor consegue recuperar as filmagens do primeiro grupo e assim ele volta para a rede de televisão e monta o filme.

cannibalhol11big

E afinal as polemicas em torno de “Holocausto Canibal” tem fundamento? Não! o filme apesar de cenas chocantes é leve comparado com as produções de hoje e sobre as cenas de mortes de animais. É aquilo tem documentários piores que mostram a verdade sobre a industria do alimento. E no próprio filme eles não torturam os animais e sim matam para comer. Apesar de chocante em primeiro momento a produção é bem legal, o roteiro é bem construído e as atuações estão ótimas.

Holocausto Canibal é um excelente filme, claro que não é para todos. Mas nossa é um filme foda. Que merece respeito e estar nos clássicos do terror e sim merece ser dado uma outra olhada em suas estrutura e esquecer essa polemicas. Gosto de como o filme é tratado no final e coloca como uma grande duvida. Quem são os selvagens na verdade o homem branco que destrói tudo que não conhece ou o nativo que tem uma paz de equilíbrio com a natureza?

Nota:     

Baixe o filme com Legenda + Filme  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s