Piranha (1978)

urTF5QIlm7l3yVjrM6XSUHTXCMk

1978 / EUA / 94 min / Direção: Joe Dante / Roteiro: John Sayles, Richard Robinson / Produção: Jon Davison, Chaki van Leeuwen (Co-Produtor), Jeff Schechtman e Roger Corman (Produtores Executivo) / Elenco: Bradford Dillman, Heather Menzies, Kevin McCarthy, Keenan Wynn, Dick Miller, Barbara Steele

Como se começa um clássico? Bem podemos colocar alguns elementos como zumbis, um assassino mascarado ou uma criança possuída. Mas nada disso é valido quando falamos de um mestre do terror e do suspense que é o próprio Roger Corman, no qual é conhecido por ser o grande mestre de todos os diretores que hoje criaram vários clássicos no cinema. Como o próprio Coppola, Scorsese e Lucas.

Mas “Piranha” não é tão conhecido para nos brasileiros e sim a parte dois dessa obra incrível que se chama “Piranhas Assassinas Voadores” que tem a direção de nada mais e nada menos que James Cameron que contribui com o roteiro do filme.

a501a7_piranha-1978-gory-arm-in-water

Clássico que é clássico sempre é difícil de ser achado né? Se não fica “mainstream” demais.  Esse filme B que teve sua estréia em 1978 conta com o recém diretor Joe Dante, que mais para frente ia dirigir clássicos instantâneos como “Gremilins”, “Gritos de Horror”, “Viagem Insólita” e “Pequenos Guerreiros”.  A verdade é que o filme é uma copia direta de Tubarão. Temos todos os elementos também que deixa o filme um suspense tenebre. Crianças brincando na água, um protagonista que quase morre e também uma redenção, que é a marca dos filmes de terror ao longo dos tempos.

O filme começa com um casal indo nadar num lago (que original em?) e a partir disso o terror começa, porque eles são mortos por um cardume de piranhas mutantes. Maggie (Heather Menzies-Urich), a irmã da vitima sai par investigar o desaparecimento dela e assim encontra Paul (Bradford Dillman) um cara recluso que vive na dele. A partir disso a dupla dinâmica segue as pistas que leva ao tal lago e que na verdade é parte de um experimento do governo que estava mudando o DNA das piranhas e transformado em maquinas assassinas. E quando a experiência não deu certo, eles deixaram de lado.pirahna

Paul e Maggie liberam o tanque e as piranhas que viviam no lago agora caminham pelo rio até chegar no acampamento onde a filha de Paul está e também onde um parque aquático está sendo inaugurado. Muita coincidência em? Bom “Piranhas” copia basicamente tudo que “Tubarão” fez. Até o político inescrupuloso temos no filme e claro que como é tradição em todo filme do Joe Dante, ele coloca o ator Dick Miller nesse papel.

Apesar da trasheira que virou os outros filmes até o “3DDD” que saiu um tempo atrás “Piranhas” é bem massa, com cenas de gore e claro aquela trasheira que os filmes do Roger Corman sempre trás a tona. A cena final  onde o Paul tenta matar as piranhas e ele consegue ficar meia hora debaixo da água para liberar um tanque e com as piranhas comendo o rosto dele é espetacular e incrível que pareça ele consegue sobreviver. Achei o filme muito bom, ele mata crianças e é mais explicito que a produção de Spielberg e também consegue  brincar mais com o lance do terror que você não vê.

Nota:     

Baixe o filme com Legenda + Filme  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s