Pague para Entrar, Reze para Sair (1981)

url

 

Pague para Entrar, Reze para Sair (The Funhouse)

1981 / EUA / 96 min / Direção: Tobe Hooper / Roteiro: Lawrence Block / Produção: Steven Bernhardt e Derek Power, Brad Neufeld (Produtor Associado), Mark L. Lester e Mace Neufeld (Produtores Executivos) /Elenco: Elizabeth Berridge, Shawn Carson, Cooper Huckabee, Largo Woodruf, Miles Chapin, David Carson, Kevin Conway, Sylvia Miles

Tobe Hooper é o diretor de vários clássicos do cinema como “O Massacre da Serra Elétrica”, “Poltergeist: O Fenômeno”, “Força Sinistra” e a mini-serie para a televisão de “Salem’s Lot” do livro de Stephen King.  Mas em “Pague para Entrar, Reze para Sair” um filme que recebeu uma ótima tradução de seu titulo que com certeza é melhor que “Funhouse”. A produção de Hooper é uma pequena homenagem ao horror.

O filme começa com um plano detalhe que lembra “Halloween” de John Carpeter, até quando o assassino pega uma máscara de palhaço e a veste. Passando por vários detalhes no quarto de um garoto. Vemos que ele é fascinado pelo terror. Com vários pôsteres de filmes de terror como “Frankstein” de Boris Karloff e “Drácula” do Bela Lugosi, coisa que fica mais evidente depois dentro do parque quando temos uma ótima aula de história sobre o empalador da Transilvânia.  Com várias referencias até com Psicose, temos também outra com “Um Passe de Mágica” de 1978 com um jovem Anthony Hopkins.

the_funhouse_funhouse5

A trama principal gira em torno de dois casais, que saem para se divertir num polemico parque no qual a relatos de assassinatos por onde eles passam ai já é motivo para um passeio tranqüilo e ainda para um primeiro encontro. Aos poucos o parque começa a se transformar num festival de coisas bizarras. Temos vacas de duas cabeças, fetos em jarros, mulheres levando estacadas no coração e também um strip-tease muito do tosco. Amy (Elizabeth Berridge) é uma jovem que não se encanta pelo parque, mas vai na onda de seus amigos e decidem passar a noite dentro de uma das atrações e assim se revela a verdade do parque, ou melhor dos assassinatos.  Uma berração vive lá, um garoto que nasceu com vários problemas tanto físicos como emocionais acaba matando várias pessoas por falta de um controle moral.

Mas o que é mais bizarro dentro da história é a fauna do parque, começando por uma louca que passa julgando as meninas e falando sobre deus e em seguida os apresentadores das atrações. Em uma cena no qual o irmão mais novo de Amy foge de casa para ir ao misterioso parque. Vemos que ele é capturado dentro do parque por um cara. Logo pensamos que ele se fudeu. Mas esse “fudeu” passa a ser literal mesmo. Porque a pessoa que ajuda o menino deixa a entender várias vezes que abusou do garoto. Desde quando ele fala que “deu banho nele” ou a forma como ele passa a mão na cabeça do menino. Isso deixa tudo ainda mais bizarro.funhouse

O roteiro do filme foi escrito por Lawrence Block também roteirista do filme do “Capitão America” de 1990. Assim o roteiro ganha uma conotação de “Slasher”, mesmo sem querer. Parece que Block e Hooper querem fazer uma homenagem a todos os gêneros do cinema. Podemos até pegar um pouco de expressionismo alemão se encaramos que o parque e as coisas bizarras lembram “O Gabinete do Dr. Caligari”. O assassino do filme também lembrou a criança deformada de “Phenomena” do diretor italiano Dario Argento.

Mas o que mais chamou minha atenção no filme é como Hooper consegue contar uma boa história e deixar tudo no ponto para não ficar cansativo, mesmo com a trama simples e também a história ser bem corrida, vemos que tudo se contribui ao filme ser uma grande sensação. O que não ocorre já que “Pague para Entrar, Reze para Sair” é uma produção esquecida dentro da filmografia de Tobe Hooper como para os filmes oitentista de terror. Uma pena porque o filme apesar de ter alguns erros é fantástico e vale ser visto e revisto.

E “Pague para Entrar, Reze para Sair” é uma grande homenagem ao terror, mas é contado ao seu modo essa homenagem que valoriza ainda mais a linda produção do filme e ressalta todo o talento de Hooper.

Nota:     

 baixe o filme com Legenda + Filme

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s