Ainda Estamos Aqui (2015)

 

afiche-trailer-e-imagenes-we-are-still-here-L-Wpy6tk

2015 / EUA / 84 min / Direção: Ted Geoghegan/ Roteiro: Ted Geoghegan e Richard Griffin/ Produção: Badie Ali,Hamza Ali,Malik B. Ali,Eben Kostbar,Greg Newman,Jade Porter II e Travis Stevens/ Elenco: Monte Markham, Larry Fessenden, Lisa Marie, Andrew Sensenig e Barbara Crampton

O que dizer de uma produção que pega todos os maiores clichês do cinema de terror e coloca na tela. Uma mistura de “Os Outros”, “Amityville” e até de certa forma “Colheita Maldita”, o filme consegue manter um ar de suspense no começo.

O filme começa quando vemos o casal Paul e Anne Sacchetti que é vivido pelos atores Andrew Sensenig e Barbara Crampton. Ela que é mais conhecida pelos filmes do Stuart Gordon como “Re-Animator”, “Do Além” e “Castle Freak” e podemos vela atuando no ótimo “thriller” de Adam Wingard que é o “Você é o Próximo”. Ao chegar numa casa afastada no interior de uma cidade, eles começam a se instalar para esquecer a morte do filho. Não sabemos direito o que aconteceu com eles ou com o filho deles, só sabemos que foi uma tragédia e a mudança foi nescessaria. Todo o filme se passa dentro da casa praticamente. E isso também cria uma sensação tanto de medo como da claustrofobia. Coisa que fica e também é muito bem elaborada, lembrando que isso é uma clara influencia como Amityville.

we-are-still-here-image-2

Aos poucos o mistério que cresce na casa e também com a cidade deixa tudo melhor. Ouvimos passos a noite, o aquecedor não funciona e tudo fica congelado praticamente e as ilusões com a morte faz os sustos ficarem melhores também. Como numa cena onde Paul está dormindo e seus sonhos se confundem com sua mulher ao seu lado na cama e aos poucos sua cara começa a derreter, assim temos a presença do gore também. Seus “vizinhos” batem na porta do casal à noite e conhecemos o casal de idosos Dave e Cat McCabe. Eles contam uma história falando que a casa era uma funerária onde o dono enlouqueceu e assim matou toda a sua família e etc. Mas o tom de conspiração fica mais evidente quando algumas coisas não se encaixam na explicação do casal e também a atitude da cidade em relação aos seus novos visitantes.
WEARESTILLHERENEWTRAILFEAT

Com a chegada de Jacob (Larry Fessenden) e May (Lisa Marie), um casal hippie perdido no tempo. Usam da mediunidade e assim convoca os espíritos da casa. Uma das cenas que mais achei legal e também saiu um pouco do obvio foi quando Jacob e Paul fazem uma sessão os espíritos chegam, ou melhor, ficam visíveis. Isso acontece nas cenas finais e fica tudo mais corrido e empolgante. Temos várias mortes bizarras e também um gore puro de raiz. Com direito a cabeça explodindo e voando na câmera. Mas o que poderia ser uma coisa corajosa, ele se rende e fica chata e também desgastante. Lembrou a fase do Steven Spielberg pós “E.T – O Extraterrestre”. Onde ele só se preocupava em fazer filmes para a família.

“Ainda Estamos Aqui”, é um filme bem desinteressante na verdade. Mas consegue conquistar e se afirmar como uma boa produção até. Efeitos práticos, os atores são bons. Só o roteiro de Ted Geoghegan que também é o diretor do filme que deixa as coisas mais chatas na narrativa. Mas a direção é muito boa. As referencias “ok” até. Só que poderia ser mais do que foi. Como todos os filmes que estão sendo lançados por ai. O jeito é ou rever as produções das décadas de 70,80 e 90 e torcer por mais filmes corajosos, trash e também com muito mais gore.

Nota:     

Baixe o filme com Filme + Legenda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s