A Noite do Demônio (1957)

curse_of_demon_poster_01

1957 / Reino Unido / P&B / 95 min / Direção: Jacques Tourneur / Roteiro: Charles Bennett, Hal E. Chester (baseado na obra de Montague R. James) / Produção: Frank Bevis, Hal E. Chester (Produtor Executivo) /Elenco: Dana Andrews, Peggy Cummins, Niall MacGinnis, Maurice Denham, Athene Seyler

A  “versátil home vídeo” está lançando nesse mês uma coleção de “obras primas do terror” , uma boa coleção que traz grandes filmes. E um deles é “A Noite dos Demônios” de 1957, ele foi dirigido por Jacques Tourneur. O diretor cuja carreira está recheada de clássicos do terror e do suspense, sabe bem montar uma história envolvendo esses gêneros.

Baseado no livro de M.R. James chamado “Casting the Runes” e roteirizada porCharles Bennett que também escreveu o roteiro de outro clássico do suspense que é “O Homem que sabia demais.” O filme tem como sua principal “Plot” a razão e o misticismo. No qual a magia e as crendices imperam numa Inglaterra escura, fria e pouco amistosa.

JacquesTourneur-RendezVousAvecLaPeur2-Lepasseurcritique

A história acompanha o Dr. John Holden (Dana Andrews) um famoso psicólogo que se especializou em parapsicologia, o estudo do sobrenatural. Então ele viaja o mundo combatendo mitos e lendas. O filme todo se passa na Inglaterra, onde ele ia encontrar um amigo. Na verdade já sabemos que o misterioso existe, ou melhor, a magia. Já que o amigo de John o Prof. Harrington (Maurice Denham) é vitima de magia negra e um demônio aparece e o mata, mas a necropsia diz que ele morreu eletrocutado. Apesar de a produção ser excelente no filme, e os efeitos especiais também. Quando o demônio aparece, é incrível a qualidade colocada em cena, principalmente pela época e o desenvolvimento da tecnologia. Só que o mistério já é revelado nas primeiras partes, então não temos aquele conflito de “verdades”, do tipo se o que o protagonista está vendo é real ou coisa da cabeça dele mesmo. Senti falta desse conflito interno, que também poderia passar facilmente esse sentimento para o publico em geral.

A história se apóia muito na razão versus crendices. O Dr. John se apóia na razão e tenta ver aquilo tudo que se passa de uma forma mais racional possível. Apesar de vermos que a magia é real, chega a ser irritante algumas cenas em que ele tenta achar uma forma possível de ver aquele mundo usando outras formas para explicar os fenômenos. Um ponto positivo é atuação de Niall MacGinnis que faz o “bruxo” Julian Karswell, ele é a mente por trás de todo aquele mistério. Ele é o líder de um culto e elimina todas as pessoas que passam em sua frente. Mas sua interpretação e simpatia são tão poderoso nesse filme, que o deixa acessível e ao mesmo tempo perigoso.

night-of-the-demon1

Uma curiosidade sobre “A Noite dos Demônios” é que Sam Raimi o usou como base para o seu filme “Arraste-me para o Inferno”. Basicamente toda a mitologia é copiada. No filme de 1957, Karswell só consegue eliminar alguém quando ele passa um pergaminho para a pessoa e ela em posse do papel é morta pelo demônio em três dias. No filme do Sam Raimi é a mesma coisa, até a ultima cena é parecida, quando se tem a morte na estão de trem. O filme se diferencia nas partes técnicas. Jacques Tourneur soube muito bem usar os enquadramentos e também a luz do cenário para criar um ambiente de medo e suspense, tanto com o “Plongée” e o “contra-plongée” e também com “planos fechados” para criar climas claustrofóbicos com os seus personagens.

Mas voltando a história, é bem interessante o suspense com o terror, e os efeitos especiais, que realmente o deixa com mais qualidade possível. E também pelo ano, já que filmes com temática de ficção cientifica estava mais em moda como o ótimo “Planeta Proibido”. Mas a “Noite dos Demônios” realmente surpreende. Apesar de algumas falhas de roteiro e de direção, como condução de cena e também dos atores. O filme consegue se manter até o final, com o terror e o suspense. Realmente um filme imperdível para quem é fã de terror e uma edição sublime para quem é colecionador de filmes em geral. E também para quem é fã desse diretor que dirigiu excelentes filmes de terror.

Nota: 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s